A nós, muitos anos de vida

4 comentários
Notícia - 26 - abr - 2010
É tempo de comemorar a maioridade. Entre muitas vitórias e boa dose de trabalho árduo, comemoramos dezoito anos deste jovem, porém conseqüente, Greenpeace Brasil.

Homenagem ao acidente em Chernobyl em Angra dos Reis, em 1992, deu início aos trabalhos do Greenpeace no Brasil.

Hoje, 26 de abril de 2010, o Greenpeace Brasil apaga suas dezoito velinhas. Se o alcance da maioridade é o marco do início de uma vida adulta, por aqui, a organização se acostumou a brigar como gente grande desde cedo. Em um país de grandes e complexos desafios, a organização deu prova do seu fôlego por terra e mares brasileiros.

O pontapé de nossa inauguração oficial foi dado por uma triste efeméride: o acidente da usina nuclear de Chernobyl, há 24 anos. Em 26 de abril de 1992, ano da realização da Eco-92 no Rio de Janeiro, o navio Rainbow Warrior, guerreiro incansável da luta do Greenpeace pelo mundo, atracava em Angra dos Reis, mais precisamente na frente da usina nuclear Angra I, para afixar 800 cruzes que relembravam os mortos da fatalidade e oficializar a nossa existência.

Com as cruzes, logo vieram nossas caldeirinhas. Foi em um território de abundância de recursos e problemas, governado de forma alienada e inapta a fazer frente aos desafios ambientais e por demais envolto em sérias questões sociais que pisamos naquele início da década de 1990, ainda sem ter sequer um quadro profissional experiente para lidar com o assunto por falta de recursos humanos especializados no país.

Os temas não eram para iniciantes. Lutamos contra resíduos de metais pesados, exploração predatória de madeira, gases do efeito estufa, contaminação de água, transgênicos, destruição da floresta para plantação de soja e criação de gado, matança de baleias, toda sorte de desmatamentos, todo tipo de exploração desenfreada, toda sanha irresponsável, seja de governo ou empresas.

(Leia aqui um histórico de nossa atuação)

Em 1999 chegamos à Amazônia para investigar a exploração ilegal de madeira e de lá não saímos mais. Sob constantes ameaças de morte, produzimos pesquisas e relatórios, obtivemos a moratória de soja fruto de desmatamento, exigimos – e continuamos exigindo - desmatamento zero da floresta que abriga metade das espécies terrestres do planeta.

Na luta por um mundo com menos CO2 subindo aos céus e gerando intempéries impensadas no clima, o Greenpeace Brasil abraçou a campanha de energia, em favor de soluções eficientes, limpas, seguras e economicamente viáveis. Pelo direito de sabermos e confiarmos no que consumimos, lutamos contra o uso de transgênicos. Em favor de nossos oceanos, defendemos que nossas espécies ameaçadas sejam protegidas.

Entre muitos sabores e alguns dissabores, completamos nossos dezoito anos em alto estilo. Neste novo site que vos acolhe, buscamos ampliar o alcance da informação e da participação de todos em nossas lutas cotidianas. O Brasil da Eco-92 e das cruzes em Angra dos Reis avançou em alguns aspectos, mas os desafios estão longe de acabar. Façamos então uma rápida pausa para os parabéns. Agora, de volta ao trabalho. Para isso, precisamos sempre e cada vez mais, de todos. Junte-se a nós!

Tópicos
4 Comentários Adicionar comentário

Janah_dii_matos says:

tbm só vi a notícia hoje! ^^
________Feliiz NiveEr________ Greenpeace

Enviado 28 - abr - 2010 às 17:41 Denunciar abuso Reply

Emile_Eni says:

Cara que bom mesmoo!! só vi a notícia Hj!!

Parabéns atrasadoo! Nuss muito Feliz por poder conhecer cada dia um poukinho d...

Enviado 28 - abr - 2010 às 16:14 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

abel says:

E que muito mais anos venham, enquanto exisitir o Planeta existirá o Green Peace para defende-lo!!

Enviado 28 - abr - 2010 às 11:27 Denunciar abuso Reply

Bruno says:

Parabéns Greepeace pela sua história de trabalho em pró de uma sociedade mais ecologicamente correta e justa, continuem fazendo esse tr...

Enviado 27 - abr - 2010 às 12:47 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

1 - 4 de 4 resultados.

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.