Limpe o que há de mais sujo na internet

Apple, Amazon e Microsoft usam energia proveniente de carvão altamente poluente, indutor de asma e extremamente agressivo ao clima, para abastecer os datacenters que armazenam seus emails, fotos, músicas e vídeos.

Participe agora e peça a essas empresas que limpem sua nuvem. 

 

Nota: os campos obrigatórios estão marcados com um asterisco (*).

Por favor, corrija os campos marcados abaixo.

Energia suja?

 
info

Seu nome completo

info

Email

info

Telefone

info

Assunto da mensagem

info

Mensagem

Sua informações estarão seguras conosco. Nós nunca compartilharemos, venderemos ou trocaremos informações com qualquer outra organização. Leia a nossa Política de Privacidade.

logos

Por uma internet mais limpa

Os gigantescos datacenters que armazenam e enviam fotos, e-mails, músicas e vídeos online que desfrutamos e compartilhamos todos os dias são, atualmente, um dos principais responsáveis pelo aumento da demanda mundial de energia elétrica. Para que a internet continue funcionando são lançados, diariamente, na atmosfera toneladas de poluentes prejudiciais à saúde humana e que agravam o aquecimento global.

A boa notícia é que mesmo diante de um cenário pessimista como este, ainda é possível reverter a situação. A indústria da tecnologia é liderada por algumas grandes empresas que podem optar por investir em energias limpas e parar de queimar carvão. Esta decisão foi tomada pelo Facebook, em 2011, graças a pressão de seus próprios usuários que exigiram o uso de energia limpa pela empresa.

A busca de uma matriz energética mundial mais limpa depende da indústria da tecnologia para se tornar real. É por isso que o Greenpeace dá início a uma campanha para que Microsoft, Amazon e Apple – três das maiores proprietárias de datacenters no mundo – tomem a mesma decisão que o Facebook e abandonem o carvão e a energia nuclear da sua matriz energia.

Mande uma mensagem para os CEOs da Microsoft , da Amazon e da Apple, pedindo para eles utilizarem energias limpas em suas nuvens.