Nossos ativistas acordaram cedo para o trabalho. Em Porvoo, na Finlândia, 32 ativistas da Suécia e Finlândia realizaram um protesto na Neste Oil (empresa de refinaria de óleo de palma controlada pelo governo finlandês), que pretende expandir seus negócios e em 3 anos tornar-se a maior consumidora de óleo de palma do mundo (também conhecido como óleo de dendê).

A produção de óleo de palma é a principal causa do desamatamento no Sudeste Asiático, especialmente em Sumatra, na Indonésia. A floresta tropical e a floresta de turfa da região são destruídas e queimadas para abrir espaço para a produção de óleo de palma - lançando enormes quantidades de dióxido de carbono na atmosfera e tornando a Indonésia o terceiro maior emissor de gases de efeito estufa do planeta, além de colocar em ameaça de extinção espécies como o tigre-de-sumatra e o orangotango.

Os ativistas estenderam banners, pintaram mensagens e permaneceram no local pelo tempo que puderam, exigindo que a Neste Oil suspendesse sua contribuição com a destruição das florestas e com o aquecimento global, mas todos foram presos pela polícia e apenas 6 foram liberados até o momento.

Assista ao vídeo:

Você também pode se juntar a estes corajosos ativistas e enviar sua mensagem de protesto para a Neste Oil, cobrando da empresa a utilização de um tipo de matéria-prima diferente da do óleo de palma para a fabricação do seu NExBTL diesel (divulgado pela empresa como uma alternativa "verde" ao uso de combustível fóssil). Participe aqui!