O Rainbow Warrior deixou o Rio de Janeiro e agora segue rumo à Santos para a próxima e última parada brasileira para visitação pública. (©Greenpeace/Rodrigo Paiva/RPCI)

O Guerreiro do Arco-Íris levantou âncora ontem à tarde, içou suas velas quando passava pela praia de Copacabana e seguiu guiado pelos ventos pela orla de Ipanema e Leblon. Com a velocidade de 6 nós, aos poucos foi se despedindo e o Pão de Açúcar ficando pequeno no horizonte.

“Foi uma viagem incrível”, disse Helena de Carlo, a marinheira carioca-australiana a bordo do Rainbow Warrior, “mal posso esperar para voltar para o Rio de Janeiro com minha família. Tive dias cósmicos e consegui reencontrar minhas raízes”.

Depois de receber mais de 10 mil visitantes em quatro dias – entre eles o ator Marcos Palmeira e integrantes do Paralamas do Sucesso – o Rainbow Warrior deixou o Pier Mauá, no Rio de Janeiro, para seguir rumo a Santos.

Os doze dias na cidade maravilhosa foram intensos. Tivemos muitas atividades na Cúpula dos Povos, onde nossa tenda foi palco de debates e seminários sobre desmatamento zero e energias renováveis. Além disso, o Greenpeace participou da Marcha em Defesa dos Bens Comuns e Contra a Mercantilização da Vida, organizada pela Cúpula, mostrando a força da sociedade civil e quão alto sua voz pode soar para repercutir suas demandas.

Agora, seguimos para Santos, a última parada brasileira, onde o navio ficará aberto para visitação nos dias 30 de junho e 1 de julho, das 10hs às 16hs. Não percam a última oportunidade de conhecer a embarcação que é um exemplo de sustentabilidade.

Leia mais:

 

Assine a petição.