Nós encontramos mais provas de que a Shell está extremamente preocupada com nossa campanha para salvar o Ártico. No mês passado, em Bruxelas, na Bélgica, o consultor sênior sobre Ártico da Shell, Robert Blaauw, apresentou o planejamento da empresa em uma conferência chamada de “O futuro do Ártico”. Primeiro, ele mencionou o quão cansativo foi ter que lidar com um “comitê de recepção onde quer que a Shell aparecesse publicamente”. Ele estava falando de você e de nós, agindo em todos os lugares do mundo.

Depois, e talvez ainda mais interessante do que a declaração, foi a apresentação do slide abaixo sobre os principais desafios que a Shell enfrenta na exploração de petróleo no Ártico. É possível ver o site do Greenpeace ‘Salve o Ártico’, um dos principais obstáculos que se colocam no caminho da imprudente aventura da Shell no Ártico.

 

Com mais de dois milhões de pessoas nos apoiando, nossa campanha se tornou uma das principais vozes no debate sobre o Ártico. A Shell sabe que pessoas apaixonadas, que se importam com o meio ambiente e que querem proteger o Ártico e a vida animal local, como você, são uma verdadeira ameaça aos seus planos de explorar petróleo na região e é por esse motivo que os advogados da empresa estão fazendo tudo que está ao seu alcance para nos silenciar.

Pequenas coisas como estas mostram que nossa campanha está no caminho certo. No próximo ano, queremos que o Sr. Blaauw fale sobre nós mais uma vez, mas como uma razão para que a Shell tenha decidido deixar o Ártico em paz, de uma vez por todas. Para isso, precisamos que você continue nos apoiando. Assine e compartilhe a petição que prevê a criação de um santuário global no Ártico.

*James Turner é Coordenador da Comunicação da Campanha do Ártico

Assine a petição