A Inglaterra está queimando 20 mil toneladas a menos de carvão desde a meia-noite de ontem, graças à ação de nossos ativistas que interceptaram o cargueiro Sir Charles Parsons, que chegava à termelétrica de Kingsnorth, em Kent. A abordagem foi rápida e certeira, confira no vídeo acima.

Três equipes de ativistas chegaram ao cargueiro a bordo de velozes botes infláveis e caíram na água antes de escalarem os 15 metros de altura do casco do navio. Com a ação, o cargueiro não pode atracar no porto de Kingsnorth e descarregar sua carga suja de carvão.

Os ativistas continuam a bordo do cargueiro da E.on, empresa alemã de energia responsável pela termelétrica de Kingsnorth. Essa empresa quer construir mais uma usina no local, o que prejudica e muito os esforços da Inglaterra de reduzir suas emissões de CO2 na atmosfera.

A polícia está no local e já prendeu seis ativistas. Outros quatro permanecem a bordo do cargueiro, com comida e água suficiente para vários dias.

Mais detalhes sobre a ação em Kingsnorth estão no site do Greenpeace UK. Acompanhe também o canal no Twitter (@greenpeaceuk).

Veja as fotos feitas pelos ativistas no Flickr.

Aproveite também para assinar protesto virtual contra as termelétricas a carvão. Clique aqui e diga não ao carvão.