Quando o Brasil entra em campo, o país para. E o meio ambiente pode tirar uma folguinha. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o gasto de energia durante os jogos da seleção cai em torno de 4%. Enquanto a população inteira está grudada na TV, o país deixa de consumir cerca de 2.2 MW.

É só o juiz dar o apito final, no entanto, para que a curva de consumo volte a subir rapidamente. Apenas 20 minutos depois que Brasil e Portugal ficaram no empate, nesta sexta-feira, a carga subiu para 6.300 MW. Mais ou menos o que as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de Vitória gastam num dia comum.