Para aqueles que ainda acham que aquecimento global e mudanças climáticas são “papinho de ambientalista”, o relatório lançado ontem pela Aliança iInternacional de Universidades é um banho de realidade. O documento é fruto do trabalho de mais de 2500 pesquisadores, economistas e sociólogos, das melhores universidades do planeta, representando 80 países que participaram de um encontro científico em Copenhagen, no mês de março.

Uma das principais conclusões é que várias mudanças estão acontecendo mais rápido do previso em 2007. Por exemplo, o aumento do nível do mar deve ser duas vezes maior que as previsões de dois anos atrás!

O documento também relevela que qualquer aquecimento causado agora sera irreversível por pelo menos CEM MIL ANOS!!! Isso porque os cientistas descobriram que o carbono permanece na atmosfera por muito mais tempo do que se imaginava, mantendo a Terra aquecida.

Quer dizer, nossa ações de hoje afetarão vida não só da próxima geração, mas das próximas 40 gerações!

Boas novas

Apesar das más notícias, o relatório diz que ainda temos como evitar as maiores catastrofes se impedirmos que o aumento da temperatura média da Terra não ultrapasse os 2ºC.

O estudo diz que isso é tecnicamente, cientificamente, economicamente e socialmente viável. E melhor: combater as mudanças climáticas traz benefícios como a criação de milhares de empregos, redução de custos com saúde e infra-estrutura e permitem a manutenção e reparação de ecossistemas e seus indispensáveis serviços ambientais.

Por que não fazemos ?

Porque quando a bola é passada para os politicos, ela fica quadrada. Alguns interesses particulares são defendidos com muito mais afinco do que a sobrevivência do coletivo. O mesmo coletivo que tem o poder de eleger os politicos. Opa… E não que o coletivo tem o poder!

As manifestações populares causaram o fim de governos autoritários na Europa, libertaram nações, acabaram com o Apartheid na África do Sul, ampliaram o direito de voto às mulheres, derrubaram o muro de Berlim, o Collor, a ditadura militar…

Nós temos o poder em nossas mãos. Temos as ferramentas, os motivos e necessidade. Nós temos que mudar esse jogo, pressionar os politicos a deixarem a bola redondinha e colocar em prática aquilo que a ciência diz. É hora de dar as caras, voltar pra rua, fazer barulho.

A ciência nós não podemos mudar. A política e o aquecimento global, sim.

Veja a íntegra do estudo, em inglês: http://www.realclimate.org/index.php?p=690