© Greenpeace/Karla Gachet/Panos

 

A tendência de queda do desmatamento na Amazônia vem perdendo força nos últimos meses. Em agosto, segundo o sistema de alerta do Inpe, pelo menos 522 km² de floresta foram derrubados, mais de 200% em relação ao mesmo mês no ano anterior. Em setembro, o aumento continuou: com cerca de 282 km² desmatados, a curva subiu 11% se compararmos com o ano passado.

O mês de agosto é quando começa o cálculo do desmatamento anual pelo Sistema Prodes, também do Inpe. Os dois primeiros meses da conta, portanto, já chegaram com números ruins. E essa época, quando a seca chega na Amazônia, é justamente o período em que as motosserras começam a cantar com mais força.

É para combater esse cenário que estamos na campanha pela lei de iniciativa popular do desmatamento zero. Precisamos de 1,4 milhão de assinaturas para encaminhar o projeto ao Congresso. Em poucos meses, mais de 566 mil brasileiros já aderiram. E você? Participe, assine, compartilhe!

Assine a petição.