No Dia Mundial sem Carro muitos paulistanos optaram por ir à praia. E para isso bastou pegar o metrô, o ônibus ou mesmo a bike. Não tinha nem areia , nem mar, mas a praia instalada em plena Avenida Paulista, reuniu, sob o sol da primavera, ONGs, bikeativistas e diversos cidadãos preocupados em melhorar a mobilidade urbana.

O evento que marcou o fim da Semana da Mobilidade, contou com a presença dos voluntários do Greenpeace e o time da campanha Clima e Energia.

Quem caminhava na Paulista ou desfrutava a ciclofaixa que funcionou excepcionalmente neste sábado encontrou na Praça do Ciclista tendas com oficinas variadas, jogos para crianças e música.

O Greenpeace levou seu fogão solar e também recebeu muito apoio do público para sua campanha do Desmatamento Zero.

Além das comemorações do Dia Mundial sem Carro, um coletivo de organizações não governamentais, entre elas o Greenpeace, lançou um manfesto apontando a urgência em alterar as políticas que priorizam o transporte motorizado individual em detrimento do transporte público e do não-motorizado. Entre as propostas apresentadas no documento, foi sugerida a elaboração de Planos Municipais de Mobilidade Urbana junto ao Planos Diretores.

Para ler todo o manifesto, clique aqui