Não é novidade que o cenário da questão pesqueira é um grande problema mundial a ser resolvido. Um estudo publicado na Science afirma que se a exploração continuar no ritmo atual até 2048 não teremos mais peixes e fruto do mar na mesa.

A informação é tão séria, a ponto de ter sido produzido um vídeo documentário The end of the line, que mostra os impactos da pesca predatória e ilegal. O filme já foi lançado e já teve suas primeiras exibições no Reino Unido e Canadá. Ainda não chegou ao Brasil, mas para quem quiser, já pode ter uma idéia pelo trailler .

Ainda que o mundo já esteja sendo alertado sobre a precária situação dos estoques pesqueiros, aqui no Brasil pouco é feito para conservação dos nossos estoques, que já estão 80% ameaçado.

O poder do consumidor pode mudar essa realidade e mais ainda, a informação deve ser multiplicada para levar o conhecimento a um número cada vez maiores de consumidores. Por isso, o Greenpeace-Portugal colocou hoje uma equipe de 20 ativistas em frente a sede do grupo Jeronimo Martins para exigir que adotem uma postura responsável em relação ao pescado que é vendido em seus supermercados. Os ativistas pretendem ficar no local até que o grupo assuma a responsabilidade de preservar os recursos marinhos e se comprometa a dar passos concretos para a implementação de uma política de compra e venda de peixe sustentável e transparente.

Paralelo a isso, foi lançada uma pesquisa sobre a efetivada do manejo pesqueiro, bastante interessante. Se quiser testar seu inglês, vale a pena. Se o inglês for ruim, veja pelo menos as imagens de um vídeo sobre o assunto.