No último sábado, o Arctic Sunrise atracou em Beverwijik - pequena cidade perto de Amsterdam - após ficar 300 dias sob custódia do governo russo, abandonado em um canto do porto de Murmansk. O Navio foi preso junto com os “30 do Ártico” no dia 18 de setembro de 2013, depois de um protesto pacífico contra a Gazprom, companhia que tenta explorar petróleo no Ártico. Grande parte dos ativistas que ficaram detidos na Rússia por dois meses estavam à espera do navio.

“Hoje é um dia de glória para mim, para meus amigos e para as milhões de pessoas ao redor do mundo que apoiaram a causa, pedindo a liberação dos 30 do Ártico. O Arctic Sunrise vai voltar à ativa com muita força, mais de 5 milhões de pessoas já assinaram a petição para salvar o Ártico”, disse a coordenadora da campanha de clima e energia, Faiza Oulahsen.

Em Amsterdam, o navio foi recebido com uma cerimônia de boas vindas e em seguida encaminhado para um estaleiro, onde será examinado e submetido a todos os consertos necessários. O Greenpeace espera ter uma estimativa de todos os danos sofridos nas próximas duas semanas. 

O Arctic Sunrise precisa de você! Por isso, hoje pedimos a sua ajuda. Precisamos muito da sua contribuição. Ao contribuir você estará ajudando também a salvar o Ártico!