Esse é nosso faxineiro, Lata! Brincadeira, aqui somos todos faxineiros e faxineiras durante toda a manhã. Certa vez um colega do Greenpeace me disse que ficar a bordo de um dos nossos navios era quase como se alistar no exército. Acho que a agenda do navio explica o comentário.

7h30 - Todos acordam (alguém dá 3 batidas e abre sua porta lhe desejando um bom dia) 7h30 às 8h00 - Café da manhã 8h00 às 10h00 - Faxina no barco 10h00 às 10h30 - Lanche da manhã 10h30 às 12h00 - Mais faxina no barco 12h00 às 13h00 - Almoço e descanso se der tempo 13h00 às 15h00 - Manutenção (pintura e conserto de algumas partes do barco) 15h00 às 15h30 - Lanche da tarde 15h30 às 17h00 - Mais manutenção 17h00 às 18h00 - Descanso 18h00 às 19h00 - Jantar 19h em diante - Livre

Esse último horário livre é relativo pois as pessoas se revezam para fazer uma ronda noturna, checando se nada está pegando fogo, ou se não tem água vertendo de nenhum lugar. É bom saber que tem sempre alguém olhando pela sua segurança aqui dentro.

Hoje eu peguei a limpeza do lounge, que não é tão difícil, mas tudo precisa ser feito com muito cuidado. Quando chegamos, a Ana Paula (que nos recebeu com um treinamento sobre o cotidiano do barco) nos disse que aqui era como se fosse um organismo vivo. Se um adoecer, todos tendem a cair.

Podem esperar vários posts porque hoje, enfim, eu consegui sair da cama e até tomar meu primeiro café da manhã. Acho que já são os ares de Fortaleza fazendo todo mundo por aqui melhorar.