Greenpeace / Gilvan Barreto
Greenpeace / Gilvan Barreto

Foi realizado hoje no navio Arctic Sunrise o debate “De Poznan a Copenhagen: Desafios para o Brasil no combate às mudanças climáticas”, evento feito em parceria com o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas. Estiveram presentes no navio representantes de diversos setores da sociedade.

O Ministro do Meio Ambiente Carlos Minc afirmou que “o Brasil usa menos energia dos ventos do que Portugal, que é menor do que o estado do Rio de Janeiro”. Esperamos que o Ministério do Meio Ambiente, mude esses números para que o Brasil tome uma posição mais favorável com relação as energias e o aquecimento global.

Suzana Kahn, secretária de clima do Ministério do Meio Ambiente (MMA) afirmou que é necessário falar sobre o mecanismo de financiamento para combater as mudanças climáticas.

Marcus Frank, da McKinsey, falou quanto custa resolver a crise climática. Luiz Pinguelli Rosa do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC) disse “que a diferença tecnológica entre os países é um fator preocupante na questão do clima”.

Já Paulo Adário do Greenpeace Brasil disse “que o Brasil não salva o mundo sozinho, mas sem o Brasil o mundo não se salva”, então vamos todos assinar nossa petição "Salvar o Planeta. É agora ou agora".