Ativistas do Greenpeace preparam material para manifestação. (© Alexandre Cappi / Greenpeace)

 

Desde junho de 2013, mais e mais pessoas tem ido às ruas em todo o Brasil para expressar seus anseios por mudanças e também condenar qualquer tentativa de criminalização dos movimentos sociais e dos manifestantes. Entretanto, num contexto de crescente repressão policial, é preciso compreender que o preparo e planejamento prévio é essencial para o sucesso de um protesto.

Pensando nisso, o Greenpeace e a Matilha Cultural convidam para a Oficina de Não-Violência e Intervenções Criativas no próximo sábado, dia 10/05, em São Paulo.

Acreditamos na força da participação direta da sociedade nas decisões políticas, propondo e criando uma realidade mais igualitária e justa para todos. O ato de se manifestar por uma causa é fundamental para desenharmos o mundo que queremos viver.

A Oficina, bastante prática, foi pensada em dois blocos: o primeiro abordará táticas de não-violência, explicando qual a importância de resistir sem usar da mesma forma de atuação do opressor. Vamos falar sobre a escolha da não-violência como estratégia, posturas física e verbal e técnicas de resistência corporal.

A segunda parte vai abordar o uso de intervenções criativas e lúdicas no intuito de tirar a atenção da violência e diminuir a tensão em manifestações. Vamos partir para a prática e trocar experiências sobre como fazer lambe-lambe, stencil, projeção, faixas, além de falar de outras intervenções inspiradoras.

Todos estão convidados a participar, basta se inscrever aqui.

Serviço:
Sábado, 10/05 – das 10h às 19h
Matilha Cultural
Rua Rego de Freitas, 542 – República, São Paulo