<!--[endif]-->

Ativistas do Greenpeace escalaram a sede mundial da HP, na Califórnia, e pintaram no teto da empresa a mensagem: “produtos perigosos”. A mensagem foi escrita com tinta atóxica para uso infantil em uma área equivalente a duas quadras de basquete e meia. A ação tem o objetivo de pressionar a HP a não usar produtos tóxicos na fabricação de seus produtos. As filiais da China e da Holanda também foram alvo de protestos.

Há anos a HP tem feito promessas de eliminar os produtos tóxicos sem tomar medidas práticas, se colocando, assim, na contra-mão das tendências do mercado. As novas linhas de computador da Apple são praticamente livres de PVC, mercúrio e retardantes de chama brominada, além do uso de telas de cristal livres de arsênico. Substâncias como essas causam sérios problemas de poluição e colocam em risco os trabalhadores das fábricas e as pessoas que vivem de catar restos de lixo eletrônico.

@Greenpeace