A pressão desse movimento global, de mais de 1,8 milhão de pessoas, é mais forte do que as empresas que querem explorar petróleo na área dos Corais. Algumas companhias já entenderam isso.

Assine a petição

A petrolífera Total parece que ainda não ouviu o recado dos mais de 1,8 milhão de defensores dos Corais da Amazônia. A empresa submeteu ao governo brasileiro novos documentos para conseguir a licença de exploração de petróleo na área dos Corais. O Ibama pode, em menos de um mês, dar essa licença, deixando que o petróleo ameace esse bioma único em todo o mundo. A boa notícia é que temos uma última chance de barrar a Total. 

O documento que a empresa mandou ao Ibama tem 1.000 páginas para serem analisadas. Mesmo que trabalhássemos noite e dia, nós do Greenpeace não conseguiríamos estudá-lo antes do prazo do Ibama de dar uma resposta. Por isso precisamos da sua ajuda! É importante que o máximo de pessoas leia o documento, com olhos bem abertos para achar os riscos inaceitáveis que a exploração de petróleo vai trazer para a região. Se perdemos UM detalhe, a licença pode ser aprovada e será muito tarde para salvar os Corais da Amazônia.

Precisamos de você mais do que nunca! Nos ajude ver a Análise de Risco Ambiental submetida pela Total e encontrar os problemas que a extração de petróleo traria. Riscos de vazamento, riscos de afetar os Corais, os pescadores, os peixes. Você conhece os riscos?

Acesse aqui o formulário

 Esse é um daqueles momentos decisivos onde qualquer informação ou ação pode fazer a diferença. Se baixarmos a guarda, a Total vence. Se resistirmos, nós vencemos e defendemos os Corais da Amazônia. Defenda os Corais!