Ativistas pedem proteção ao atum azul
Ativistas pedem proteção ao atum azul

Ativistas do Greenpeace exigem ação imediata para proteger o atum azul da extinção através da colocação de bóias marcadas com "cena do crime" em volta das caixas de engorda do atum para sere exportado.

Dois mergulhadores entraram na água segurando banners exigindo o fim do comércio do atum azul, que já está ameaçado no mar do Mediterrâneo. A ação aconteceu dias depois do anúncio da Comissão Européia de apoio ao fim do comércio no Atlântico Norte e Mediterrâneo. Infelizmente, o Brasil ainda não emitiu sua posição oficial de apoio ao total ao banimento do comércial do atum azul. Os navio do Greenpeace RAinbow warrior e Esperança estão ambos navegando pedindo mais proteção os oceanos através da criação de áreas marinhas protegidas. Essas áreas são essenciais para assegurar a limpeza e saúde dos oceanos e proteger a vida marinha da pesca predatória. Oceanos saudáveis são fundamentais para diminuirem os efeitos do aquecimento global.