A equipe enviada para documentar os estragos provocados pelas chuvas que castigaram o Norte e o Nordeste do Brasil tem o desafio de mostrar como a vida das pessoas será atingida pelas mudanças climáticas. As enchentes fizeram quase um milhão de vítimas. Só no Maranhão, onde estivemos há poucos dias, são mais de 200 mil desabrigados. Se nada for feito, os eventos climáticos extremos causados pelo aquecimento global continuarão fazendo milhares de vítimas, principalmente entre os mais pobres.

Governantes de todo o mundo estarão reunidos em Copenhagen (Dinamarca), em dezembro deste ano, para assinar o acordo que sucederá o Protocolo de Quioto, depois de 2012. O que estará em jogo nesta reunião é o futuro do planeta, principalmente de pessoas como a dona de casa Raimunda de Souza, que há quase um mês vive em um estábulo com toda a família, inclusive o pai de 91 anos.

Veja o drama de Raimunda e outros moradores Bacabal, Trizidela do Vale e Pedreiras, no Maranhão.