Visitantes são informados a bordo do Arctic Sunrise sobre a importância de agirmos o quanto antes para salvarmos o clima

O navio Arctic Sunrise ficou aberto à visitação pública durante o fim de semana em Manaus e muita gente compareceu para conhecer um pouco mais sobre o Greenpeace e a campanha Salvar o Planeta. É Agora ou Agora! A coordenadora do grupo de voluntários de Manaus, Jimena Herrera, nos conta como foi:

Uffaa! Dois dias de chuva em Manaus, e mais sol, mormaço e pessoas ansiosas por conhecer o navio Arctic Sunrise. Antes de subir à bordo, os visitantes passaram por uma exposição fotográfica, o jogo Paz na Floresta e textos informativos no hall da estação hidroviária do porto. A primeira parada já no navio era no helideck (onde fica guardado o helicóptero), onde ouviram a história do navio e um pouco do seu funcionamento. Em seguida, iam para o hold, o coração da visita, onde assistiram um vídeo sobre o Greenpeace. As conversas ficaram animadas, todos muito curiosos sobre a expedição e as campanhas. Mais alguns pulinhos e degraus e chegamos à ponte de comando, lugar perfeito para tirar uma foto a la Titanic e conhecer os detalhes técnicos do navio.E pronto, era só descer mais alguns degraus e o tour pelo barco chegava ao fim.

A visitação no sábado começou pontualmente às 9 horas e o dia seguiu corrido - era um grupo entrando atrás do outro. Na parte da manhã não tivemos longas filas, mas também não tivemos descanso e, como gostamos de um toque de emoção, São Pedro resolveu mandar chuva. Na Amazônia é assim mesmo, janeiro é época de muita chuva, todos os dias e a qualquer momento (chove agora que estou escrevendo também!). Estávamos preparados com capas de chuva e tendas, mas acabou atrasando um pouco o andamento das visitas, já que tivemos que manter as pessoas em lugares cobertos.

O primeiro dia de open boat (que é como chamamos essas visitas ao barco) também foi marcado por bons momentos. Como o do menininho que estava tirando umas fotos com o pai no deck. Ele olhou um dos botes, apontou e disse: “Olha pai, um submarino! E tem ventilador!”

Pra fechar o dia com estilo, o último grupo subiu ao helideck no sábado num lindo pôr-do-sol, fantástico!

Já o domingo foi um pouco mais difícil. Caiu o famoso toró d'água e assim foi quase o dia todo - um pouco de sol forte e muita chuva! Era corre com rodo pra cá, pega uma capa de chuva para a senhora com bebê, e segura a tenda pra não voar. Ainda assim os visitantes não desistiram, esperaram pacientemente. Mais uma vez o hold foi o coração da visita e haja conversa!

Os dois primeiros dias de open boat do Arctic Sunrise no Brasil foram incríveis, tivemos visitantes de todas as idades, de várias cidades e até de fora do país. Não tivemos acidente algum, crianças brincaram, adultos se surpreenderam e deixaram o navio com um novo conceito sobre a urgência das questões ambientais e seu papel na sociedade.

Muito obrigada às mais de 1.200 pessoas que estiveram abordo conosco e aos voluntários e tripulação que molharam roupas e tênis, mas se mantiveram fortes até o fim! Bon voyage ao Arctic Sunrise, que agora segue para Belém! Confira a agenda dos open boats!

Confira algumas outras fotos do open boat em Manaus: