Na semana passada, o Greenpeace fez protestos em todo o mundo para pedir à Shell que abandone seus planos de explorar petróleo no Ártico. O Greenpeace mostrou que não está sozinho na batalha pela proteção do Ártico e que tem o apoio popular. Em pouco mais de um mês, conseguiu mais de um milhão de assinaturas de pessoas que defendem a criação de um santuário protegido legalmente no Polo Norte.

Leia mais:

Veja no vídeo alguns destaques dos protestos que aconteceram em 110 cidades, em 19 países diferentes, desde 13 de julho.