O Comitê Popular da Copa de São Paulo, uma articulação de movimentos sociais da qual o Greenpeace faz parte, junto de coletivos e ativistas que questionam as violações cometidas em nome do megaevento, está organizando um protesto na próxima quinta-feira (15/05). O data foi batizada de “Dia Internacional de Lutas contra a Copa do Mundo” e contará com atos por todo o Brasil e ao redor do mundo. Este é o primeiro ato de rua organizado pelo Comitê Popular da Copa neste ano.

Entre as razões elencadas para o protesto, estão as 10 mortes de trabalhadores na construção das arenas do Mundial; a remoção forçada de 250 mil pessoas por conta de obras; a proibição do trabalho ambulante e de artistas independentes pela Lei Geral da Copa; a violência cometida contra a população em situação de rua; a elitização dos estádios e a privatização do espaço publico.

A principal bandeira de luta do dia será, no entanto, a garantia da liberdade de manifestação antes, durante e depois da Copa. Os organizadores entendem que este direito constitucional está ameaçado por uma série de leis anti-manifestação e pelo recrudescimento das forças policiais. Somente no setor de Segurança Pública, 2 bilhões de reais foram gastos em armamentos, treinamentos e equipamentos de vigilância para o "controle de distúrbios civis e antiterrorismo", como descreve manual intitulado "Garantia da Lei e Ordem", de autoria do Ministério da Defesa.

O ato está confirmado nas cidades de São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Salvador, Vitória, Cuiabá, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Recife, Belém, São Carlos, Sorocaba, Campinas, entre outras. Em âmbito internacional, as cidades de Buenos Aires, Santiago, Barcelona, Paris, Londres, Bogotá e Berlim também confirmaram protestos contra a Copa do Mundo.

Leia aqui o Manifesto do ato de 15 de maio.

O lema do ato será: “COPA SEM POVO, TÔ NA RUA DE NOVO!”

SERVIÇO
Dia 15 de maio de 2014 – quinta-feira.
Concentração: Praça do Ciclista (Avenida Paulista, entre as ruas Bela Cintra e Consolação)
Horário: 17h
Destino: Estádio do Pacaembu