quinta-feira, 3 de abril de 2014

Governo japonês cancelou oficialmente seus planos de caça às baleias na Antártida para 2014. (© Paul Hilton/Greenpeace)

 

Uma boa notícia para as baleias e para todos aqueles que as defendem: o governo japonês cancelou oficialmente seus planos de caça às baleias na Antártida para 2014. O Greenpeace espera que os baleeiros não voltem a navegar no Oceano Antártico para que outros projetos voltados à preservação dos oceanos e desses esses animais magníficos possam ser desenvolvidos.

No começo dessa semana a CIJ (Corte Internacional de Justiça) suspendeu o “programa de pesquisa” japonês, alegando que as justificativas para execução do programa não eram plausíveis. As provas foram apresentadas por um processo movido pela Austrália, em 2010, que comprovou que o “projeto cientifico” japonês funcionava como fantoche para o país praticar a caça dos animais. O Japão recebeu fortes críticas por caçar baleias ameaçadas de extinção no território estabelecido como o “Santuário Antártico das Baleias”.

A caça de baleias na região acontece há mais de um século. Em 1989, o Greenpeace enviou uma expedição para Oceano Antártico, desde então vem trabalhando para que o governo se opusesse aos subsídios que mantinham o mercado de carne de baleias em pé. Atualmente o mercado vive um colapso e cargas com a carne do animal permanecem encalhadas nos portos uma vez que há poucos consumidores. O apelo mundial para o fim do comércio foi um dos principais fatores para desencadear a crise.

A comercialização de baleias precisa ser extinta o mais rápido possível antes que as mesmas desapareçam. “Finalmente as baleias do oceano Antártico podem viver em paz. Eu continuo surpreso com a notícia, lágrimas de felicidade escorreram sobre meu rosto. A gente nunca teria conseguido chegar tão longe sem a ajuda de nossos voluntários e colaboradores”, afirma Phil Kline da campanha de Oceanos do Greenpeace Estados Unidos.

O Greenpeace agradece a todos que lutaram por essa causa, essa conquista é um grande passo para acabar com a indústria baleeira. Ainda temos que enfrentar a caça de baleias na Noruega, Islândia e no norte do Pacífico, mas sem duvida nenhuma, esse é um fato que deve ser comemorado por todos nós.