Otavio Cançado, diretor da da Associação Brasileira dos Exportadores de Carne (Abiec), concedeu entrevista ao Globo Rural ao fim da audiência em Belém e defendeu uma nova modalidade de repressão legal no Brasil. Disse que o Ministério Público federal, antes de entrar com a açnao contra os pecuaristas paraenses, deveria tê-los consultado.