O novo Guia dos Eletrônicos Verdes do Greenpeace revelou que os maiores fabricantes de computadores do mundo continuam falhando em tornar seus produtos mais ecologicamente corretos. Hewlett Packard (HP), Dell e Lenovo mantiveram as suas posições no ranking, por não cumprirem seus compromissos de eliminar substâncias como PVC (policloreto de vinila) e BFRs (retardantes de chama brominada) de seus produtos até 2009. A HP já tinha sido lembrada da necessidade de melhorar sua posição no ranking, quando ativistas do Greenpeace devolveram laptops “tóxicos” em seu escritório na China. Os funcionários da unidade holandesa também foram surpreendidos com uma atividade no início do mês: ao chegar para trabalhar, observaram painéis com imagens dos poluição que os produtos tóxicos da HP provocam em países da África e da Ásia. Os parâmetros do ranking envolvem políticas para conter o desperdício eletrônico, mudanças climáticas e o uso de produtos tóxicos na composição de embalagens e produtos. A primeira edição do Guia foi divulgada em 2006, com 17 empresas. Confira a lista completa aqui (em inglês).