O governador de Rondônia, Ivo Cassol, quer transformar 50 mil hectares de floresta, que ficam numa área que será alagada devido às obras das usinas hidrelétricas do Rio Madeira, em carvão. A idéia é fazer com que essa iniciativa vire uma atividade econômica para empregar as pessoas que migraram para o estado como mão-de-obra obras das usinas.  O governador ainda diz: “empresas  siderúrgicas do Brasil poderão adquirir esse carvão, mas, volto à dizer, que o mais viável para o Estado é de que essas empresas se instalem aqui”.  Se a moda pega...