Começa a sessão plenária no Tribunal de Contas da União sobre a liberação das obras de Angra 3. Uma auditoria realizada em 2008 pelo TCU apontou um superfaturamento  de R$ 469,3 milhões no contrato de construção da usina.

O Greenpeace acompanha a votação in loco. Daremos aqui o resultado.