Na manhã de ontem, o time de ativistas que bloqueava já há sete dias um navio cargueiro ganhou reforço: Q’orianka Kilcher, atriz que ficou famosa após interpretar Pocahontas no filme “O novo mundo”, subiu a bordo do Rainbow Warrior para entrar no revezamento. No dia seguinte, ela já estava pendurada a sete metros de altura.

“Quando cheguei lá em cima, foi uma experiência incrível, pois me senti como uma formiguinha bloqueando um enorme e pesado navio cargueiro. É inspirador se dar conta de como uma ou duas pessoas podem impedir que um navio desses siga em frente”, escreveu ela.

Q’orianka tinha acabado de voltar de uma viagem à região de Carajás, onde é produzido o ferro gusa proveninente da Amazônia. Ela viu de perto a cadeia de produção, que tem deixado para trás invasão de terras indígenas, extração ilegal de madeira e uso de trabalho análogo ao escravo.

Quando soube, pela internet, que duas jovens ativistas brasileiras bloqueavam um navio de 175 metros de comprimento, não pensou duas vezes: pegou o telefone e pediu para entrar na empreitada. Algumas horas depois, ela já se amarrav à corrente de âncora com a ativista Leonor Cristina, de 27 anos, nascida e criada na Amazônia. No vídeo acima, Q’orianka conta sua experiência. 

Assine a petição.