Hilary Tam, Aishah Morshed e Vivienne Westwood posam com a bandeira vencedora do concurso (© Vicki Couchman / Greenpeace)

 

A estilista mundialmente famosa Vivienne Westwood escolheu, nesta última sexta-feira, 8 de março, o trabalho vencedor do concurso internacional “Flag for the future”. Promovida pelo Greenpeace e pela World Association of Girl Guides and Girl Scouts (Wagggs) a competição teve como objetivo promover a conscientização dos jovens, que foram incentivandos a criar uma bandeira que simbolizasse paz, esperança e a comunidade global. Além de incentivar a proteção do Ártico contra perfurações petrolíferas e pesca predatória.

A jovem escoteira da Malásia, Sarah Bartrisyia, de 13 anos, teve sua bandeira escolhida para ser impressa em titânio e fincada no Polo Norte. Além do trabalho de Sarah, uma capsula do tempo, contendo as assinaturas dos milhões de ativistas que assinaram a petição pelo salvamento da região, será colocada no leito marinho.

“A criatividade dos jovens é uma das armas mais fortes que temos na construção de um mundo melhor” observou Vivienne, “fico feliz que esta bandeira rumará para o Ártico”.

Além de Westwood, participaram da seleção também a apresentadora de TV sino-canadense Hilary Tam e a escoteira Aishah Morshed, de 15 anos, membra das escoteiras da Irlanda.

O ártico é uma das últimas regiões do globo que não foi explorada pelo homem. Com a participação das novas gerações será possível salvar a região protegida da exploração predatória.

Precisamos continuar com a pressão pública para conseguir tornar o Ártico um santuário internacional, livre da exploração de petróleo e da pesca industrial predatória. Mais de 2,7 milhões de pessoas assinaram a petição.

E você? Assine e divulgue também em www.salveoartico.org.br . Junte-se a nós.

 Assine a petição