Ativistas do Greenpeace se acorrentam em frente ao Parlamento Europeu para dizer que não existe solução para os resíduos nucleares. (©Philip Reynaers/Greenpeace)

 

O governo belga finalmente tomou uma decisão sobre o futuro de suas usinas nucleares: seis dos sete reatores serão fechados quando completarem 40 anos, como previsto pela lei de 2003. Apenas a usina Tihange 1 terá sua vida útil prolongada e será fechada aos 50 anos.

Parte das usinas foram construídas na década de 70 e, na época, eram previstas para funcionar durante 30 anos. Prolongar o funcionamento das usinas traz consequências não apenas para a Bélgica, mas também para os países vizinhos que temem que acidentes nucleares alcancem seus territórios.

A previsão é de que até 2025 as sete usinas deixem de funcionar e de que o país passe a privilegiar eficiência energética e fontes limpas e renováveis.

Veja aqui o relatório sobre como a Bélgica poderia ser mais eficiente energeticamente. (em inglês)