Manifestantes em Pittsburg (Pensilvânia) pedem a libertação dos 30. (© Dan Speicher / Greenpeace)

 

41 dias presos, 41 dias de injustiça. A reação desmedida da Rússia ao acusar os ativistas do Greenpeace de pirataria e posteriormente de vandalismo, deixando-os cativos por mais de um mês enquanto as investigações são realizadas, mostra como é grande o empenho em silenciar e criminalizar um protesto pacífico da sociedade civil. Não é à toa que 1,7 milhão de pessoas já se mobilizaram pela libertação dos 30 ao redor do mundo.

Para continuar o processo de pressionar o governo russo, o Greenpeace organiza o Global Calling Day, que se estende de hoje (29) até quinta-feira (31). O objetivo é ligar para a embaixada da Rússia e deixar a seguinte mensagem ao embaixador: “Peço que a Rússia liberte imediatamente os vinte e oito ativistas e os dois jornalistas que foram presos após terem protestado pacificamente contra a exploração de petróleo no ártico. Como parte da comunidade global e com uma enorme responsabilidade sobre o ártico, a Rússia pode demonstrar sua liderança de outra maneira.”

Depois de ligar, deixe um comentário dizendo como o embaixador ou seus assessores te responderam. É importante que o mundo saiba como as autoridades russas estão respondendo aos milhares de pedidos para que os 30 sejam soltos. E não se esqueça de compartilhar a ideia com seus amigos!

Para aqueles que ainda não o fizeram e querem continuar ajudando, é possível assinar a petição “Salve o Ártico”, que pede a criação de um santuário global na região, como também enviar uma carta à embaixada russa e aumentar ainda mais o coro pela liberdade de manifestações pacíficas por um mundo mais limpo e verde.

Libertem nossos ativistas