"A atividade de ontem, domingo, 17 de maio foi na unidade do Céu - Paz na Brasilândia. O grupo de voluntários do Greenpeace, uniu forças e conseguiu atingir seus objetivos, em apenas 15 minutos chegou a reunir mais de 400 pessoas.

Foi através da peça de teatro educativa "O mar tem que estar para peixe", assistida no teatro do Céu por inúmeras crianças, adolescentes e adultos, que puderam aprender um pouco mais sobre os oceanos e a preservação do meio ambiente.

Uma semente plantada, no topo do morro, num lugar onde podíamos avistar uma avalanche de casas que cobria o horizonte. Casas que se encaixavam, tijolos expostos, um aglomerado de gente que, mesmo sem demonstrar, carregam esperança e alegria, contida, dentro do peito. O sorriso tímido, a felicidade ao ganhar uma revistinha ao final do jogo da paz, o abraço meio sem graça e a "pose" aparentemente fria perante a "Tutuzinha e Tartarugo", mostram características de um povo que merece muito, merece atenção, instrução, e foi com vontade que os voluntários levaram informações sobre meio ambiente,e, acima de tudo, cidadania!"

Rosi ventura - coordenadora do grupo de voluntários de São Paulo.

crianças no Céu de Brasilândia
Crianças no Céu de Brasilândia