Alejandro Sanz se une ao Greenpeace em viagem para o Ártico

Notícia - 10 - jul - 2013
Cantor espanhol integrará equipe do Greenpeace que parte rumo ao extremo norte para documentar os efeitos das mudanças climáticas e da exploração petrolífera na região

Alejandro Sanz, embaixador da campanha Salve o Ártico (©Greenpeace)

 

O cantor espanhol Alejandro Sanz se unirá à expedição para o Ártico que o Greenpeace realizará neste mês de julho com o objetivo de alertar a população sobre a necessidade de proteger esse frágil e único ecossistema.

A expedição tem como meta estudar o impacto das mudanças climáticas sobre a camada de gelo da Groelândia, evidenciar os perigos que exploração de petróleo representa para a região e documentar como os habitantes locais têm suas vidas e territórios ameaçados.

“Temos que ser conscientes de que se salvarmos o Ártico salvaremos muito mais. É a batalha ambiental mais importante do momento, porque está em jogo um dos poucos lugares do planeta onde ainda existe equilíbrio natural. O que atingir a região afetará a todos nós”, disse Alejandro Sanz.

O cantor viajará junto da organização ao sul do Círculo Polar Ártico para ser testemunha da beleza desta região e da forma de vida dos Inuits – o povo originário que habita este território. O grupo também deve presenciar a maneira como as mudanças climáticas e as intervenções humanas ameaçam sua forma de vida e a relação da comunidade com a natureza.

Sanz realizará um pedido global para que pessoas de todo o mundo se unam ao Greenpeace por meio do site www.salveoartico.org.br para declarar esta zona um Santuário Ecológico Internacional. Isso significa criar uma região protegida no polo Norte, onde as extrações petrolíferas e a pesca industrial serão terminantemente proibidas. Mais de três milhões de pessoas já se uniram a essa campanha e assinaram a petição.

“Temos que conseguir que os políticos e as companhias petrolíferas nos escutem para proteger as águas internacionais do Ártico das empresas que estão causando mudanças climáticas e o degelo. As petrolíferas veem como uma oportunidade econômica o que seria uma perda enorme para a humanidade: a destruição do Ártico”, comentou Pilar Marcos, responsável pela campanha do Ártico do Greenpeace Espanha.

Como embaixador da campanha do Greenpeace, Sanz interromperá sua turnê mundial para realizar a expedição no Ártico.

Assine a petição