Além do petróleo

5 comentários
Notícia - 27 - jul - 2010
Em protesto, ativistas do Greenpeace impedem o vazamento de óleo da BP. Pelo menos daquele que sai dos 50 postos de gasolina da empresa em Londres.

Protesto contra BP encobre logo da empresa por versão manchada de petróleo. O desenho foi o vencedor de um concurso promovido pelo Greenpeace na Inglaterra. © Felix Clay / Greenpeace

Esta manhã, aqueles que em Londres buscaram gasolina para abastecer seus carros, encontraram 50 postos da capital desativados, com os dizeres: “Fechado. Vamos além do petróleo”. O aviso foi afixado por ativistas do Greenpeace em todos os pontos de venda de óleo da BP (British Petroleum), empresa dona da plataforma que explodiu no Golfo do México, causando o maior vazamento de petróleo dos Estados Unidos.

O protesto aconteceu seguido ao anúncio de troca da presidência na empresa, que somente três meses após a explosão que ocasionou a abertura de um buraco no fundo do Golfo do México por onde cerca de 60 mil galões – o equivalente a 10 milhões de litros – de óleo por dia litros por dia de óleo vazaram, foi capaz de conter a enxurrada que contaminou as águas do Golfo e a costa da Louisiana, Mississippi, Alabama e Flórida.

A BP é acusada de negligência nos planos de segurança, despreparo nas medidas de contenção e lentidão para conter o vazamento, além de uma série de trapalhadas no processo, que vão desde testes com equipamentos que fracassam, até fotos adulteradas em seu site

“É chegado o momento da BP ultrapassar a era do petróleo. Muitas empresas modernas já concluíram que os combustíveis fósseis são o passado e que a energia limpa é o futuro. A era do petróleo está chegando ao fim e empresas como a BP precisam repensar este modelo”, disse John Sauven, Diretor Executivo do Greenpeace na Inglaterra”. 

A empresa deve anunciar oficialmente a troca de presidência, substituindo Tony Hayward, conhecido pela sede por óleo em locais de fragilidade ambiental, como o Golfo do México, as areias de betume no Canadá e o Ártico, por Bob Dudley, que já trabalhou em projetos de energia solar e eólica dentro da BP. Hayward deixa a empresa com uma dívida de 17 bilhões de dólares.  

“Nós retiramos peças das bombas de petróleo esta manhã para impedir que, até que seja trocadas, os postos possam continuar vendendo a gasolina da BP e dar tempo ao novo presidente para repensar o modelo de exploração”, conclui Sauven.  

Assista ao vídeo da ação:


O Greenpeace exige a interrupção imediata de novos poços em alto-mar e a exploração em locais de risco e o fim dos subsídios aos combustíveis fósseis, em favor de uma mudança de matriz energética renovável, limpa e segura. O navio Arctic Sunrise aporta em breve na Lousianna para iniciar fase de pesquisas sobre os impactos do vazamento para a fauna e flora local.

Leia também: Vazamento de petróleo na China provoca morte e destruição.

5 Comentários Adicionar comentário

MMC says:

O desastre ambiental causado pela BP é revoltante mas,
caberia alguém dizer a não incentivar/não praticar atos de vandalismo...

Enviado 30 - jul - 2010 às 17:00 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

hry says:

A manifestação mais eficaz que podemos fazer, será o nosso voto em outubro, votem pela sociedade esquecendo os direitos individuais. Em...

Enviado 28 - jul - 2010 às 11:32 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

loginplaneta says:

O povo brasileiro não esta tendo acesso as reais informações sobre o pré-sal,acham apenas que vai gerar vários empregos,e n�...

Enviado 27 - jul - 2010 às 18:15 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

Guaxinim says:

Poxa Lucia, concordo com vc quanto ao assunto do pré-sal ! A gente não pode ficar parado. O greenpeacebrasil tem estrutura para bater de frente com esse processo de exploração, e acho perfeitamente viável a convocação de ciberativistas e outros envolvidos para a realização de algum protesto ou qualquer outra coisa que faça ao menos um pouco de barulho para conscientizar a população brasileira sobre os riscos desta decisão do governo. O discurso do Lula sobre o pré-sal foi lindo e o Brasil inteiro viu. As pessoas acham essa exploração legal porque nossos líderes não apresentaram nenhum de seus problemas, sejam econômicos ou ambientais ! Algo que pudesse levar as informações corretas à população seria muito bem vindo numa hora dessas. Fica a dica !

Enviado 27 - jul - 2010 às 18:01 Denunciar abuso Reply

Lucia Rodriguez says:

No dia 12 de junho fizemos um protesto contra BP. Eu me comuniquei com o Greenpeace aqui, que não deu ajuda nem se interessou no fato. Parece ir&...

Enviado 27 - jul - 2010 às 16:47 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

1 - 5 de 5 resultados.

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.