Fim das investigações para os 30 do Ártico

8 comentários
Notícia - 25 - dez - 2013
Em dia de Natal, Comitê de Investigação russo convoca ativistas do Greenpeace em massa para encerrar as investigações de vandalismo.

O grupo conhecido como os 30 do Ártico em São Petersburgo (©Dmitri Sharomov/Greenpeace)

O capítulo final das investigações contra os 30 do Ártico – grupo de 28 ativistas do Greenpeace Internacional, incluindo a brasileira Ana Paula, e dois jornalistas – aconteceu hoje, no dia de Natal, quando o Comitê de Investigação russo convocou o grupo em massa para encerrar o caso.

Ontem, o britânico Anthony Perrett foi o primeiro a ser convocado pelo Comitê de Investigação para ter encerrada a investigação contra ele. O grupo estava sendo acusado de vandalismo após ter participado, dia 18 de setembro, de um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico.

Agora, os 26 integrantes do grupo de nacionalidade não russa vão entrar com pedido de vistos de saída para finalmente poderem deixar o país. Uma reunião com o Serviço de Migração Federal está marcada para hoje. Os ativistas devem deixar o país já nos próximos dias.

“Este é o dia que estávamos esperando desde que nosso navio Arctic Sunrise foi ocupado por forças armadas mais de três meses atrás. Estou feliz e aliviado que as acusações tenham sido derrubadas, mas não deveríamos ter sido acusados de nada”, disse o norte-americano Peter Willcox, capitão do navio Arctic Sunrise. “Nós [a humanidade] já descobrimos petróleo suficiente para aquecer perigosamente o planeta e nós tomamos uma atitude para prevenir isso. Oferecer o planeta para as empresas de óleo e gás não é uma opção.”

“A nossa saga deve acabar logo, mas não existe anistia para o Ártico. A Gazprom acabou de começar a perfurar outra vez. Então, quando isso acabar, nós continuaremos nossa missão de proteger o Ártico das petrolíferas gananciosas”, disse a ativista brasileira Ana Paula Maciel. “É um absurdo que tenhamos sido perdoados de um crime que não cometemos. Não sou culpada e nunca fui. Estou triste de deixar a Rússia enquanto nosso navio Arctic Sunrise permanece aqui. Metade de meu coração vai permanecer com ele, atracado em Murmansk.”

8 Comentários Adicionar comentário

(Não registado) Klaybos says:

Creio que Vcs têm uma estrutura para serem mais abrangentes, que tal criar um projeto:"'SAVE THE WORLD FIRST - Less people more life!&qu...

Enviado 10 - jan - 2014 às 13:12 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

Felipe Luis says:

Parabéns ao Greenpeace pelas lutas em prol do meio ambiente e parabéns aos heróis que lutam constantemente para que ações com...

Enviado 2 - jan - 2014 às 21:44 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

(Não registado) Carlos Alberto says:

Viva a liberdade de 30 heróis do planeta, mas, libertem o navio que foi confiscado afinal, os russos não podem ficar com o Artic Sunrise, n&...

Enviado 26 - dez - 2013 às 0:36 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

André Luiz says:

PARABENS!

Enviado 25 - dez - 2013 às 23:42 Denunciar abuso Reply

André Luiz says:

PARABENS!

Enviado 25 - dez - 2013 às 23:42 Denunciar abuso Reply

(Não registado) CarlosArnaud says:

A batalha é grande , porém sem luta não há conquistas , creio que essa foi apenas uma batalha das grandes que estão por vir !

Enviado 25 - dez - 2013 às 21:19 Denunciar abuso Reply

(Não registado) Leandro says:

Vcs invadiram uma propriedade privada. Se isso não é crime, não sei o que é.

Apoio a ideologia do Greenpeace, mas não seus atos.

Enviado 25 - dez - 2013 às 20:53 Denunciar abuso Reply

jsedantas says:

Graças a Deus este caso está resolvido, mas a luta continua.

Enviado 25 - dez - 2013 às 13:47 Denunciar abuso Reply

1 - 8 de 8 resultados.

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.