Últimas atualizações sobre as prisões na Rússia

1 comentário
Notícia - 26 - set - 2013
A brasileira Ana Paula Maciel ficará sob custódia por três dias, antes de novo depoimento.

A brasileira Ana Paula Alminhana Maciel segue para audiência na corte de Murmansk (© Igor Podgorny / Greenpeace)

 

Começou na manhã desta quinta-feira - madrugada no Brasil - a audiência em que a Justiça da Rússia decide o destino dos 30 ativistas do Greenpeace que participaram de protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico, na última semana, e que foram detidos em águas internacionais pela Guarda Costeira Russa. A brasileira Ana Paula Maciel, marinheira na embarcação, vai ficar sob custódia por três dias antes de dar um novo depoimento. 

Até 18h, horário de Brasília, 29 ativistas já haviam sido ouvidos. A decisão foi que, dessa lista, 22 pessoas vão ficar em prisão provisória por dois meses - até conclusão da investigação sobre pirataria. Os demais - incluindo a brasileira Ana Paula - continuam sob custódia pelos próximos três dias, enquanto aguardam nova audiência.

Denis Sinyakov e Roman Dolgov, ambos de nacionalidade russa, foram os primeiros tripulantes do Arctic Sunrise a passarem pelo pré-julgamento na manhã de hoje em uma corte de Murmansk, noroeste da Rússia.

Leia mais:

Denis Sinyakov é um fotógrafo free-lancer contratado pelo Greenpeace Internacional e estava a bordo do Arctic Sunrise para cobrir o protesto contra a petroleira Gazprom, no mar de Pechora, quando a Guarda Costeira Russa ocupou ilegalmente a embarcação. "O crime pelo qual estou sendo acusado tem nome: jornalismo. E vou continuar praticando", afirmou o fotógrafo, após a decisão da corte.

“As autoridades russas estão tentando assustar as pessoas contrárias à indústria de petróleo no Ártico, mas esta escandalosa intimidação não vai funcionar”, disse Kumi Naidoo, diretor-executivo do Greenpeace Internacional. “Seguimos firmes em nosso compromisso em proteger o Ártico e o clima do planeta. Pedimos aos cidadãos russos e às pessoas de todo o mundo para apoiarem nossos ativistas e defenderem o direito ao protesto pacífico.”

Acompanhe abaixo a atualização em tempo real do caso:

26 de setembro de 2013 (horário de Brasília)

16h49 - O ativista do Reino Unido, Anthony Perret, ficará mais três dias sob custódia enquanto aguarda nova audiência.

15h40 - O cinegrafista britânico Kieron Bryan ficará dois meses em custódia até o fim das investigações sobre pirataria.

15h39 - O segundo oficial Miguel Hernan Perez Orzi ficará detido até o fim das investigacões sobre pirataria.

15h30 - O rádio-operador australiano Colin Keith Russell ficará detido por dois meses até a conclusão das investigações sobre pirataria.

15h16 - O ativista britânico Phil Ball permanecerá detido por dois meses até a conclusão do processo sobre pirataria.

15h12 - A ativista argentina Camila Speziale ficará detida por dois meses até a conclusão das investigações sobre pirataria.

14h53 - A assessora de comunicação britânica Alexandra Hazel Harris ficará sob custódia por dois meses, até a conclusão das investigações sobre pirataria.

14h50 - Médico russo que estava a bordo do Arctic Sunrise ficará detido por dois meses até a conclusão da investigação sobre pirataria.

14h41 - Em Moscou, jornalistas e fotógrafos estão neste momento realizando um protesto em apoio ao fotográfo free-lancer russo Denis Sinyakiv, preso por dois meses enquanto aguarda a investigação de pirataria.

14h31 - O italiano Cristian D'Alessandro, membro da tripulação do Arctic Sunrise, ficará dois meses na prisão até a conclusão do inquérito sobre pirataria.

14h25 - O contra-mestre canadense Alexandre Poul ficará em prisão por dois meses até a conclusão das investigações sobre pirataria.

14h20 - A ativista filandesa Sini Saarela ficará mais três dias sob custódia para nova audiência.

14h18 - O ativista britânico Frank Heweston ficará três dias sob custódia para nova audiência.

14h09 - A marinheira dinamarquesa, Anne Mie Roer Jensen, ficará dois meses sob custódia até a conclusão das investigações de pirataria.

14h09 - O engenheiro-chefe Mannes Ubels, da Holanda, ficará em custódia por mais três dias até nova audiência.

12h39 - Ativista brasileira, Ana Paula Maciel, sob custódia por três dias, enquanto aguarda nova audiência.

12h05
- Ativista suíço Marco Weber, que tentou escalar a plataforma da Gazprom, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

11h45 – Outro tripulante, cozinheira ucraniana, sob custódia por três dias, antes de depor novamente.

11h38 – Porta-voz do Greenpeace, Faiza Oulahsen, da Holanda, sob custódia por três dias, enquanto aguarda nova audiência.

11h09 – Outra ativista russa presa por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

10h55 – Assistente de cozinha da Turquia, Gizhem Akhan, presa por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

10h30 – Capitão Pete Willcox, americano, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

10h10 – Porta-voz do Greenpeace Internacional, o sueco Dima Litvinov ficará sob custódia por três dias, enquanto aguarda nova audiência.

09h15 – Tripulante canadense Poul Douglas Ruzycki, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

Tripulante da Nova Zelândia, David John Haussmann, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

Ativista polonês, Tomasz Dziemianczuk, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

Marinheiro francês, Francesco Pisanu, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

Mecânico de botes, Jonathon Beauchamp, da Nova Zelândia, preso por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

7h36 – Denis Sinyakiv, fotógrafo freelancer, e Roman Dolgov, do Greenpeace Rússia, permanecem sob custódia por dois meses, até conclusão da investigação sobre pirataria.

2h00 – Começa, na cidade russa de Murmansk, a audiência em que a Justiça do país decidirá se a investigação sobre pirataria continuará e se os ativistas vão ficar presos ou em liberdade durante esse processo de dois meses.

Libertem nossos ativistas

Tópicos
1 comentário Adicionar comentário

(Não registado) BeG says:

Prezados Eco Amigos, em se tratando de águas internacionais a Lei que vigora é a da Embarcação como extensão do solo Pá...

Enviado 26 - set - 2013 às 13:05 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.