Mais de 200 escritores de todo o mundo defendem a liberdade de expressão e as florestas

Adicionar comentário
Notícia - 6 - jun - 2017
Após processos judiciais milionários movidos pela madeireira canadense Resolute contra o Greenpeace e a Stand.earth, autores se unem pela defesa de direitos

Mais de 200 escritores de todo o mundo comprometeram-se a defender a liberdade de expressão e todos aqueles que protegem pacificamente as florestas do mundo. O anúncio foi feito após a madeireira canadense Resolute dar entrada em duas ações judiciais de milhões de dólares para tentar calar o Greenpeace e a Stand.earth em relação à sua polêmica extração de produtos florestais.

Entre os autores que assinaram o compromisso com o Greenpeace pela liberdade de expressão e defesa das florestas estão os ganhadores do Prêmio Man Booker, Margaret Atwood (The Handmaid's Tale) e Yann Martel (Aventuras de Pi), o escritor e comediante Stephen Fry (More Fool Me) e o pensador Naomi Klein (The Shock Doctrine). Confira aqui a lista completa dos escritores (em inglês).

"Acreditamos que a indústria e os governos também desempenham um papel vital na vigilância dos ataques à liberdade de expressão”, declaram os autores. “Não permitiremos que a dissidência pacífica seja encerrada por processos corporativos destinados a intimidar. Somos vozes de todo o mundo e não seremos silenciados".

Autores, jornalistas, poetas e dramaturgos sabem que todas as vezes que as palavras certas são colocadas no papel, ou digitadas em uma tela, nosso planeta fica um pouco melhor. Porque, sem o direito de nos expressar livremente, não podemos fazer essa mudança positiva.

Faça como os escritores e junte-se a nós na defesa da liberdade de expressão e das florestas. 

Tags
Nenhum comentário encontrado. Adicionar comentário

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.