Temer: sem condições de ficar

Adicionar comentário
Notícia - 18 - mai - 2017
Gravíssimas revelações, aliadas à agenda de retrocessos, deixam claro que Michel Temer não tem mais como se manter na Presidência

São estarrecedores as acusações publicadas ontem pelo Jornal “O Globo”, acerca do envolvimento do presidente Michel Temer para silenciar suposta delação do ex-deputado Eduardo Cunha. De acordo com a reportagem, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, entregou uma gravação ao Supremo Tribunal Federal, na qual Temer dá aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, depois dele ter sido preso na operação Lava Jato.

Diante de lamentáveis e gravíssimas acusações, somados à maquiavélica agenda promovida pelo governo Temer na área socioambiental, o Greenpeace Brasil acredita que Michel Temer não mais reúne condições para permanecer no cargo de presidente da República Federativa do Brasil.  

As revelações da JBS vêm a público no momento em que o país enfrenta seríssimos problemas econômicos, fazendo vítimas milhões de brasileiros e tendo no desemprego recorde sua face mais cruel. Os constantes escândalos e episódios de desvios e corrupção no mundo político alimentam estes problemas . Assim, o ocorrido neste 17 de maio pode levar o país a um mergulho ainda mais profundo neste cenário de crise.

Os escândalos envolvendo o presidente são extremamente graves e politicamente definitivos, mas não são fatos isolados. É também sabido que, em troca de apoios e para garantir maioria de votos no Congresso, este governo negocia, de forma escancarada e em especial parceria com a bancada ruralista, a aprovação de temas que afetam gravemente a agenda socioambiental e o futuro do país.

Assim, Temer configura hoje a maior ameaça que as florestas, seus povos, os trabalhadores do campo e a legislação ambiental enfrentam na atualidade. Tal situação já foi denunciada em texto publicado pelo movimento #resista, que conta com a adesão de mais de 140 organizações da sociedade civil.

Desta forma, Michel Temer não pode mais permanecer na presidência do país e sua saída deve ser seguida da realização de novas eleições diretas para Presidente.

Nenhum comentário encontrado. Adicionar comentário

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.