Unidos pela desgraça

6 comentários
Notícia - 22 - jul - 2010
Enquanto no Golfo do México BP finalmente consegue manter o vazamento sob controle, outro desastre provocado por óleo atinge a costa chinesa. Uma morte foi registrada.

Mão coberto de óleo do vazamento no porto de Dalian, nordeste da China.

O desastre ambiental causado pelo vazamento de petróleo iniciado na última sexta-feira no porto de Dalian, nordeste da China, provocou mais do que danos à natureza. Na manhã de ontem o governo chinês anunciou a morte do bombeiro Zhang Liang, 25 anos. O bombeiro, que foi arremessado ao mar por uma forte onde ao tentar colocar bóias de contenção no mar, não resistiu à toxidade do petróleo cru.

A equipe do Greenpeace na China, que esteve presente no local, relatou que os trabalhadores encarregados de recolher o óleo do mar usam pouco mais que luvas de borracha para se proteger, o que torna o trabalho extremamente perigoso. Segundo Zhong Yu, que percorreu de barco a área afetada, a maioria das baías nos arredores do vazamento estão tomadas pelo petróleo cru. “E ele é tão pegajoso quanto asfalto quente”, disse.

O vazamento já atingiu pelo menos 430 quilômetros quadrados desde sexta-feira, quando um duto explodiu e provocou o derramamento de pelo menos 1500 toneladas de óleo cru no mar, o equivalente a 400 mil galões de petróleo. A batalha do governo chinês é evitar que o óleo contamine as águas internacionais.  
 

Enquanto isso, a BP...

No Golfo do México, a British Petroleum aparentemente conseguiu controlar o vazamento de petróleo iniciado no dia 20 de abril. A tampa instalada na boca do poço no último dia 15 mantém a vedação e impede, pelo menos por enquanto, que mais óleo seja despejado no mar. O objetivo da petroleira britânica é manter a tampa que vedou o poço danificado até a perfuração de outros buracos adjacentes resolva definitivamente o problema.

Para ajudar a contabilizar os prejuízos do maior desastre ambiental da história, o Greenpeace enviou ao litoral dos Estados Unidos o navio Artic Sunrise. Os pesquisadores da embarcação passarão os próximos meses investigando e documentando os impactos e as consequências do vazamento para peixes, algas, baleias, recifes, tartarugas e aves marinhas da região do Golfo. 





Tópicos
6 Comentários Adicionar comentário

Sydney.Greenpeace says:

Verdade, não é Japão é China, mais tudo bem. O que interesça é que realmente o petroleo está guerreando com a á...

Enviado 26 - jul - 2010 às 9:31 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

yc.brownie says:

"...esses países em desenvolvimento "possíveis potencias" só pensam no presente e em crescer a curto prazo e esquecem de...

Enviado 25 - jul - 2010 às 23:10 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

trainsppotting says:

A pressão no centro do planeta Terra é de 4 x 10E11 Pascal no Sistema Internacional de Medidas(SI) ou 580 150 951 psi no Sistema Inglês...

Enviado 25 - jul - 2010 às 19:44 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

lariiissabarreto says:

Ainda fazem planos de querer expandir a "EXPLORAÇÃO" do Pré-Sal aqui no Brasil. Será que o acidente que aconteceu no Gol...

Enviado 24 - jul - 2010 às 18:41 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

Rubberdck says:

Japão? estamos falando de China, mais tudo bem, esses países em desenvolvimento "possíveis potencias" só pensam no pres...

Enviado 24 - jul - 2010 às 11:57 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

loginplaneta says:

Nunca achava que um país como o Japão fosse assim,ele apesar de estar acabando com os peixes,é um país de ótima cultura ,e as...

Enviado 22 - jul - 2010 às 23:39 Denunciar abuso Reply

Read more Read less

1 - 6 de 6 resultados.

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.