Amazônia é declarada Monumento Internacional da Natureza

Notícia - 20 - nov - 2007
Conselho Internacional para Monumentos e Sítios declara toda a região o primeiro monumento dessa categoria.

Vista aérea da Amazônia

Membros do Conselho Internacional para Monumentos e Sítios (Icomos) reuniram-se esta semana em Manaus para declarar a Amazônia o primeiro Monumento Internacional da Natureza. Em comunicado divulgado ontem, a organização afirma que o reconhecimento pode aumentar o comprometimento das redes profissionais e cientificas envolvidas na conservação e proteção da herança cultural, além de estimular a cooperação internacional e multidisciplinar.

"Há mais de 200 anos, a Amazônia inspirou o primeiro uso da expressão Monumento da Natureza, pelo famoso explorador Alexander von Humboldt. Hoje, em um mundo preocupado com a mudança climática global e a perda da diversidade cultural, a Amazônia  merece um reconhecimento internacional", declarou o professor Michael Petzet, presidente do Icomos.

"O grande interesse pela herança cultural observado em todo o mundo, mesmo em locais vistos exclusivamente como de interesse natural, está nos levando a prestar esta homenagem muito especial à Amazônia, uma vasta área tão essencial ao Mundo e à sua identidade", complementou.

A área declarada monumento engloba os nove estados brasileiros que constituem a Amazônia Legal (Amazonas, Pará, Amapá, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso, Acre, Rondônia e Roraima), além das porções do bioma localizadas na Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

"Esse é um fato muito promissor para a Amazônia, dada a influência que o Icomos tem nas decisões e na visão das Nações Unidas sobre o patrimônio histórico-natural mundial", diz Paulo Adario, coordenador da campanha Amazônia do Greenpeace. "Esperamos que esse reconhecimento ajude a aumentar a área protegida no bioma e, conseqüentemente, mantenha a função da floresta para o equilíbrio climático global", acrescenta.

O Icomos é uma organização não-governamental dedicada à proteção e conservação de monumentos e sítios, consultora da Unesco e do Comitê do Patrimônio Mundial. A organização continuará com atividades para identificar outros monumentos da natureza, tais como rios, florestas, montanhas, rochas e árvores sagradas, formações geológicas, cascatas etc.

A conclusão do encontro de Manaus e o texto da Declaração da Amazônia estão disponíveis em  www.icomos.org.

Veja abaixo a íntegra da declaração.

DECLARAÇÃO

Conscientes da ameaça ecológica a nosso planeta, e considerando as medidas de proteção já implantadas ou planejadas pelos povos e governos dos países em questão;

Fazendo um apelo à responsabilidade de todos os povos e países que se beneficiam direta ou indiretamente da maior área florestal contínua da terra;

Especialmente, em honra das populações tradicionais que há milhares de anos interagem com os recursos com base no desenvolvimento sustentável;

O Icomos  declara, portanto, MONUMENTO DA NATUREZA a floresta tropical da região Amazônica em seus limites naturais e em sua integridade.  

Manaus, 17 de Novembro de 2007. 

Tópicos