Brasil vai ratificar protocolo de Kyoto

Notícia - 12 - mar - 2002
Presidente Fernando Henrique envia para o Congresso acordo internacional para proteger o clima do planeta-

O Greenpeace parabenizou hoje a decisão do Governo brasileiro de ratificar o Protocolo de Kyoto. Em cerimônia solene no Palácio do Planalto, o presidente Fernando Henrique Cardoso reassumiu seu compromisso com a proteção do clima do planeta ao enviar para o Congresso o acordo internacional que visa reduzir as emissões de gases-estufa.

O Greenpeace enviou, nesta semana, uma carta ao presidente brasileiro (1), pedindo que o País adote medidas concretas visando o desenvolvimento sustentável. O Greenpeace quer que líderes de governo aproveitem a Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável para se comprometer efetivamente na luta contra o aquecimento global. A principal demanda da organização ambientalista junto aos governos é que invistam em fontes renováveis de energia, como a solar, eólica e biomassa, entre outras. A Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável, também conhecida como Rio+10, será realizada em agosto deste ano, em Johanesburgo, África do Sul.

"O Brasil pode desempenhar um papel-chave durante a Cúpula sobre Desenvolvimento Sustentável em Johanesburgo", afirmou Marijane Lisboa, diretora-executiva do Greenpeace Brasil presente à solenidade em Brasília (DF). "Dez anos depois das belas promessas da ECO-92 no Rio de Janeiro, pouco foi feito para combater as mudanças climáticas. Esperamos que os líderes de governo avancem dos discursos para ações concretas para proteger a vida no planeta".

O Greenpeace espera que os chefes de Estado reunidos em Johanesburgo priorizem o acesso à energia, investindo em fontes limpas e renováveis nos próximos 10 anos para gerar energia para dois milhões de pessoas carentes. Estima-se que um terço da população mundial não tem acesso aos serviços básicos de energia.

Durante a recente reunião preparatória da Rio+10, realizada em fevereiro em Nova York, EUA, o Brasil pediu a inclusão de ações concretas para diversificar as fontes de energia, promover a eficiência energética e aumentar a proporção das fontes renováveis com o apoio das instituições financeiras.

"O Governo brasileiro deu um exemplo claro de que está comprometido com a proteção do clima. Agora, o Greenpeace pede que o Brasil dê exemplo para outros países que participam da Cúpula sobre Desenvolvimento Sustentável, ratificando os outros acordos internacionais (2) para a proteção ambiental".

(1) Veja íntegra da carta do Greenpeace enviada ao presidente Fernando Henrique.

(2) O Greenpeace demanda do Governo brasileiro que: ratifique a Emenda da Convenção da Basiléia, aprovada em 1995, que proíbe a exportação de resíduos perigosos de países industrializados para países em desenvolvimento; assine e ratifique o Protocolo de Cartagena, também conhecido como Protocolo de Biossegurança, que controla o movimento transfronteiriço de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) entre países; e ratifique a Convenção de Estocolmo, que trata da eliminação de Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs).

Tópicos