Crianças de São Paulo deixam recado para participantes da CDB

Notícia - 12 - mar - 2006

Pequenas onças, aranhas, leões e pássaros tomaram conta do playground do Horto Florestal neste domingo, dia 12 de março. Cerca de cem crianças tiveram o rosto pintado na atividade do Greenpeace, que coletou mensagens das crianças a favor da biodiversidade brasileira.

Duas faixas 5 metros por 7 metros foram estendidas no chão. Uma com a inscrição "Dê uma mãozinha ao nosso planeta", na qual as crianças deixaram pintadas diversas marcas coloridas de mãos. E a outra com a palavra "Biodiversidade", na qual escreveram mensagens para a ministra Marina Silva e para os representantes dos países participantes da 8º conferência da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB).

O recado das crianças será levado para a capital paranaense, onde acontece, de 20 a 31 de março, o encontro da ONU, que visa discutir medidas para proteger o meio ambiente. Além da pintura, as crianças confeccionaram diversos animais com materiais recicláveis. Juntamente com as faixas, eles serão usados no desfile Samba pela Vida, que acontece em Curitiba no dia 28 de março e deve contar com a participação de 2 mil crianças entre 7 e 13 anos de idade.

Também foi realizado o jogo Paz na Floresta, com objetivo de conscientizar as crianças sobre a necessidade de proteção dessas áreas. Cada criança também escreveu seu nome, idade, cidade e uma mensagem para as autoridades em folhas de papel, no formato de folhas de árvores. Elas serão somadas às folhas das atividades em Belo Horizonte e Manaus e simbolizarão uma floresta de papel.

A equipe de voluntários do Greenpeace permaneceu no Horto durante todo o dia na atividade que é parte do programa Jovens pelas Florestas. Criado há 15 anos, o programa é desenvolvido em 14 países, com a participação de milhares de crianças e adolescentes, que fazem campanhas de mobilização pelo mundo afora para a preservação das florestas e dos oceanos. Salvar as florestas e os oceanos significa dar uma chance à vida na Terra.

Tópicos