Conselho Diretor

Página - 16 - mar - 2017
Senior staff and Board of Directors

Conselho Diretor

O Conselho Diretivo é o órgão máximo de uma organização, responsável por alinhar os interesses da causa e da sociedade à nossa gestão executiva (operação), junto do Diretor Executivo. O Conselho é responsável pela estratégia e por assegurar a longevidade, desenvolvimento e sustentabilidade de nosso trabalho.

Ele tem um papel fundamental de representar os interessados e impactados na gestão de nosso trabalho, trazer boas práticas de governança e transparência, aconselhar, nortear e guiar todo o trabalho da organização.

O Conselho Diretivo do Greenpeace é formado por pessoas com formações, experiências de vida, campos de atuação, e visões diferentes, com o objetivo de enriquecer a visão da organização e colaborar com o crescimento e desenvolvimento sustentável da ONG no país.

O Conselho Diretivo do Greenpeace Brasil é formado pelos/as seguintes integrantes:

Marcella Maria Thomaz Monteiro de Barros Teixeira Coelho (Presidenta)

Marcella Maria Thomaz Monteiro de Barros Teixeira Coelho

Nascida em São Paulo, casada e mãe do Joaquim. Formada em Direito na Universidade Mackenzie, e é advogada no Terceiro Setor, e nas áreas de Responsabilidade Social e Cultura.

Marcella trabalha em movimentos ligados a cidadania. Ela foi Diretora do Comitê de Responsabilidade Social de Jovens da FIESP, membra do Conselho de Curadores da Fundação Dorina Nowill para cegos, e membra do Conselho da MINHA SAMPA. Também trabalhou por dois anos no Instituto Empreender ENDEAVOR, uma organização referência em empreendedorismo no mundo.

Desde 2014 é Coordenadora de Pesquisa do programa “Caldeirão do Huck”, responsável por encontrar histórias e formatos para o programa para temas como sustentabilidade, empreendedorismo social, educação, e o papel de organizações da sociedade civil.

Marcos Bessa Nisti (Vice-Presidente)

Marcos Bessa Nisti

Formado em Direito, com MBA em Economia no Setor Público pela FIPE/ USP, Marcos hoje é Empreendedor Social e Produtor de Cinema e TV. Ele foi um dos criadores do Projeto Terra, pioneiro no conceito de comércio justo no Brasil.

Ele também é CEO do Instituto Alana e GIFE, e Cofundador da Maria Farinha Filmes, que desenvolveu filmes como: “Criança, a Alma do Negócio", "Muito Além do Peso", "Tarja Branca" e “O Começo da Vida”.

Paulo Ancona Lopez Mindlin (Membro do Conselho)

Paulo Ancona Lopez Mindlin

Formado em Administração Pública pela FGV, Paulo trabalhou durante 14 anos no Walmart, onde foi Diretor de Responsabilidade Social e depois Diretor Executivo durante 8 anos.

Durante este período, participou da criação do departamento de Assuntos Corporativos, responsável pelo desenho e implementação da estratégia socioambiental da organização no Brasil e criou o Instituto Walmart.

Também desenvolveu parcerias internacionais para projetos no Brasil e no exterior nas áreas de Educação, Desenvolvimento na Floresta Amazônica e Resposta de Emergência, em constante interação com organizações sociais globais.

Se envolveu em quase todos os aspectos sociais das iniciativas de sustentabilidade da empresa, incluindo a implementação de Negócios Sociais nas áreas de Reciclagem, Serviços para Pessoas de Baixa Renda, Combate ao Trabalho Forçado e liderou as iniciativas externas para Igualdade de Gênero e Inclusão de Mulheres.

Hoje é Sócio da Gestão Origami, consultoria focada em Negócios Sustentáveis, e participa ativamente no mercado de Startups de tecnologia como um Investidor Anjo.

Alexandre Mansur (Membro do Conselho)

Alexandre Mansur

Formado em Jornalismo pela PUC-RJ e cm MBA em Gestão de Sustentabilidade pela FGV, Alexandre hoje é Editor Executivo da Revista Época, tendo com uma de suas missões, a cobertura ambiental do Blog do Planeta.

É também membro do Conselho Diretor do Instituto Do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) há mais de 6 anos, e Integrante do Conselho Curador da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, há 7 anos.

Hoje é Sócio da Gestão Origami, consultoria focada em Negócios Sustentáveis, e participa ativamente no mercado de Startups de tecnologia como um Investidor Anjo.

Pedro Roberto Jacobi (Membro do Conselho)

Pedro Roberto Jacobi

Graduado na Escola de Design de Harvard, e com PHD em Políticas Públicas Ambientais pela USP, hoje Pedro é professor titular dos programas de graduação em Ciência Ambiental e do Instituto de Energia e Meio Ambiente da USP desde 2005.

É, também, Chefe da Divisão Científica de Gestão, Ciência e Tecnologia Ambiental no Instituto de Energia e Meio Ambiente , Coordenador do GovAmb USP - Grupo de Pesquisa sobre Governança Ambiental, composto por pesquisadores focados nas relações entre Estado e Sociedade em diferentes áreas de políticas ambientais no Brasil e na América Latina. O Grupo atua em temas como: Mudanças Climáticas e Políticas Públicas, Aprendizagem Social e Governança da Água; Gestão, Sustentabilidade e Educação; Pegada de Água e Produção do Setor Privado; Gestão Costeira, Avaliação Ambiental e Políticas. Além de ser também membro do Conselho do INCLINE (Núcleo de Apoio à Pesquisa – Mudanças Climáticas).

Paulo Artaxo (Membro do Conselho)

Paulo Artaxo

Prof. Paulo Artaxo recebeu seu PhD em Física Ambiental na Universidade de São Paulo em 1985, já estudando o ecossistema amazônico. Em seu Pos Doc trabalhou na Universidade de Antuérpia, Universidade de Lund, NASA Goddard Space Flight Center e na Universidade de Harvard.

Atualmente é professor titular do Departamento de Física Aplicada do Instituto de Física da USP. Trabalha com física aplicada a problemas ambientais, atuando principalmente nas questões de mudanças climáticas globais, meio ambiente na Amazônia, física de aerossóis atmosféricos, poluição do ar urbana e outros temas. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da Academia de Ciências dos países em desenvolvimento (TWAS) e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. Coordenou dois Institutos do Milênio do CNPq, é membro do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas) e de 7 outros painéis científicos internacionais.

É membro da coordenação do Programa FAPESP de Mudanças Globais e da Rede CLIMA do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. É representante da comunidade científica no CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). Em 2006 foi eleito fellow da American Association for the Advancement of Sciences. É membro da equipe do IPCC que foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz de 2007. Em 2009 foi agraciado com o título de Doutor em Filosofia Honoris Causa pela Universidade de Estocolmo, Suécia. Também recebeu em 2010 a Ordem do Mérito Científico Nacional, na qualidade de comendador. Em 2016 recebeu o Prêmio Almirante Álvaro Alberto outorgado pelo CNPq, Marinha, MCTI e Fundação Conrad Wessel. É Pesquisador Emérito do CNPq.

Viviane Romeiro (Membra do Conselho)

Viviane Romeiro

Viviane Romeiro é gerente de programas climáticos da WRI Brasil.

Viviane é Doutora em Energia pela Universidade de São Paulo (USP), e tem doutorado pela Faculdade de Políticas Públicas da Universidade de Maryland (UMD). É Mestre em Planejamento de Sistemas Energéticos e Licenciada em Direito.

Antes de ingressar na WRI Brasil, colaborou como consultora de projetos para oMinistério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTi), Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). Colaborou também como pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Política e Regulação de Emissões de Carbono (NUPPREC) da USP. Seu campo de atuação acadêmico e profissional é focado na política climática e regulação das emissões de gases de efeito estufa (GEE).

Ricardo Anderaós (Membro do Conselho)

Ricardo Anderaós

Jornalista por formação, Ricardo hoje é Vice-Presidente para Mudança de Paradigma da Ashoka na América Latina.

Foi Diretor Editorial do jornal Metro, Diretor de Negócios Online do Grupo Bandeirantes, Diretor de Mídias Digitais da MTV Brasil, Diretor de Mídias Sociais do Grupo Abril e Diretor Editorial do HuffPost Brasil.

É um dos responsáveis pela Latitude 0 desde 1996, onde ajudou a colocar várias organizações no mapa do mundo digital, como Revista Carta Capital, SESC, SENAC, e Ministério das Relações Exteriores) e ajudou várias outras a se reposicionarem nas redes.

Como jornalista trabalhou na Folha de São Paulo, Estadão, Carta Capital e nas rádios Eldorado e BandNewsFM.

Como ambientalista é representante dos ambientalistas paulistas no Conselho Estadual do Meio Ambiente de São Paulo, além de ter criado e ser diretor da plataforma de restauração florestal Viva Floresta.

Tópicos