Reservas marinhas

A reserva marinha da Ilha de Apo é um dos melhores exemplos de protecção das espécies marinhas nas Filipinas. Está comprovado que as reservas marinhas são uma excelente medida para proteger as espécies em vias de extinção e restaurar o equilíbrio aos ecossistemas.

Existe um crescente volume de provas científicas que demonstram que o estabelecimento de redes de reservas marinhas em larga escala, necessárias urgentemente para proteger as espécies marinhas e os seus habitats, poderia ser a solução para inverter o declínio das pescas em todo o mundo.

As reservas marinhas podem beneficiar as reservas de pesca adjacentes tanto pelo “excedente” de peixe adulto e juvenil que ultrapassaria as fronteiras da reserva, como pela exportação de ovos e larvas. Dentro das reservas, as populações aumentariam de tamanho e os espécimes viveriam mais tempo, cresceriam mais e desenvolveriam um maior potencial reprodutor.

As reservas marinhas podem mesmo vir a beneficiar as espécies altamente migratórias, como os tubarões, o atum e o espadarte, se forem criadas em locais onde essas espécies são actualmente bastante vulneráveis, como os locais de criação, de desova ou de agrupamento, como as montanhas submarinas.

As reservas marinhas em larga escala seriam áreas fechadas a todos os fins extractivos, como a pesca ou a exploração mineira, e também às actividades de eliminação. No interior dessas áreas poderiam existir zonas centrais onde não seriam permitidas actividades humanas, por exemplo áreas que actuassem como zonas de referência científica ou áreas onde existissem habitats ou espécies especialmente sensíveis.

Algumas áreas dentro da zona costeira poderiam estar abertas à pesca não destrutiva e de pequena escala, desde que sustentável dentro dos limites ecológicos, e estabelecidas com recurso à participação total das comunidades locais afectadas.

As Reservas Marinhas (RMs) não se limitariam a tratar da sobrepesca – embora uma das principais razões para a criação das RMs seja a preservação das populações de peixe. São cada vez mais vistas como um instrumento global essencial para proteger o ambiente marinho, inclusive relativamente à poluição – provocada em especial pela eliminação de resíduos (resíduos radioactivos, munições e dióxido de carbono).

Novidades

 

O Clima dos Oceanos

Artigo | 18. Dezembro, 2009 em 23:00

Desde a grande libertação de gás metano, há 55 milhões de anos atrás, que os oceanos não experienciavam um processo de acidificação tão rápido como actualmente. Esta conclusão faz parte de um estudo distribuído na cimeira climática de Copenhaga,...

Nações Unidas pedem reforço de protecção para águas internacionais

Artigo | 3. Dezembro, 2009 em 23:00

A Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU) adoptou hoje formalmente novas medidas para proteger os últimos refúgios da vida marinha no planeta: os oceanos profundos. Em Novembro, os países presentes na reunião aguçaram as medidas de protecção e...

Activistas da Greenpeace penduram dois banners na Torre de Belém

Fotografia | 30. Novembro, 2009 em 12:53

No decurso da XIX Cimeira Iberoamericana de Chefes de Estado e de Governo, nove activistas da Greenpeace penduram na Torre de Belém dois banners com 75m 2 com o lema: "O nosso clima, a vossa decisão".

Agentes da polícia durante uma acção na Torre de Belém

Fotografia | 30. Novembro, 2009 em 10:02

Activistas da Greenpeace penduram um banners na Torre com a mensagem "O nosso clima a vossa decisão", apelando aos líderes em reunião na Cimeira Ibero-Americana para que dêem prioridade às alterações climáticas.

Acção da Greenpeace na Torre de Belém

Fotografia | 30. Novembro, 2009 em 9:51

Durante a XIX Cimeira Ibero-Americana no Estoril, nove activistas da Greenpeace colocam na Torre de Belém dois banners de 75m2 com o slogan "O nosso clima a vossa decisão"

Activistas da Greenpeace são detidos em acção na Torre de Belém

Artigo | 29. Novembro, 2009 em 23:00

Hoje de manhã, enquanto a XIX Cimeira Iberoamericana começava, nove activistas da Greenpeace, incluindo dois portugueses, penduraram na Torre de Belém, em Lisboa, duas faixas gigantes com a mensagem “o nosso clima, a vossa decisão”.

Coordenadora da campanha dos oceanos em Portugal dialoga com responsável da loja...

Fotografia | 31. Outubro, 2009 em 13:03

Lanka Horstink, a coordenadora da campanha dos oceanos em Portugal, explica ao responsável da loja Continente de Faro as razões porque a Greenpeace está a pedir aos supermercados para pararem de comercializar espécies de peixe de profundidade...

Roadtour Oceanos em Perigo

Galeria | 30. Outubro, 2009

A Roadtour Oceanos em Perigo terminou no Porto

Fotografia | 30. Outubro, 2009 em 23:00

A Roadtour Oceanos em Perigo terminou no Porto com visita a dez supermercados da cidade e mais de 400 consumidores sensibilizados. Juntos podemos fazer a diferença e salvar um dos últimos refúgios de vida marinha do planeta. Os oceanos precisam...

41 - 50 de 318 resultados.