Greenpeace salva mais de 100 Baleias

Artigo - 31. janeiro, 2008
Depois de ter salvo mais de 100 baleias, o Esperanza, Navio da Greenpeace, ficou com os níveis de combustível em baixo e teve que regressar a terra firme. A frota nipónica de caça à baleia esteve fora de acção durante 14 dias porque o Esperanza perseguiu o navio-fábrica japonês ao longo de 8000 km. Com o navio da Greenpeace em direcção a Hobart, na Austrália, a campanha para salvar as baleias está longe do final.

Se quiser disparar, use uma Canon! Mas só se a Canon disser não à caça à baleia.

Desde que o Esperanza debandou, as autoridades Australianas  informaram que a frota nipónica já matou pelo menos cinco baleias. O santuário tinha estado sem fatalidades ao longo de duas semanas devido à presença da Greenpeace junto à frota. Com esta acção, com o impacto mediático e como a discussão pública atingiu níveis nunca vistos no Japão, o Primeiro Ministro Fakuda foi forçado a discutir o tema das baleias no parlamento.

A campanha agora deslocou-se do alto mar para terras japonesas, onde a Greenpeace esta a apelar à Canon – a companhia que é conhecida pelo seu apoio a causas ambientais, para falar publicamente contra a caça às baleias.

Até ao momento, mais de 53000 preocupados donos de máquinas Canon, responderam ao nosso desafio para mandar um email a Fujio Mitarai, o director geral da Canon no Japão. Fujio Mitarai ocupa também o cargo da presidência da influente Nippon Keidanren (Câmara do Comércio Japonês).

Agora é a tua vez!

Diz ao director geral da Canon para pronunciar-se contra a matança injustificada de baleias em nome da ciência.

Faz um donativo!

Para manter a sua independência, a Greenpeace não aceita donativos de empresas. Nós contamos com o suporte financeiro de milhões de pessoas como tu.

Tópicos
Etiquetas