"Transgênicos inviabilizam agricultura ecológica"

Notícia - 26 - jun - 2007
Gerard Batalla, representante da Asemblea Pagesa, movimento de agricultores da Catalunha (Espanha), quer ver sua região livre de transgênicos.

Os casos de contaminação por variedades transgênicos estão crescendo tanto na Catalunha (Espanha) que muitos agricultores estão desistindo de cultivos ecológicos, para evitar prejuízos financeiros. O triste cenário foi identificado por Gerard Batalla, representante do grupo Asemblea Pagesa, movimento catalão contra os transgênicos que ajudou a elaborar o relatório "Coexistência Impossível", lançado em 2006.

Desde outubro de 2007 a Asemblea Pagesa vem coletando assinaturas na Catalunha para dar início a um Projeto de Lei Popular que torne a região livre de transgênicos. O projeto prevê ainda a obrigatoriedade de se rotular todo produto fabricado a partir de matéria-prima geneticamente modificada.

"Os transgênicos foram criados para resolver problemas que o próprio modelo atual de agricultura industrial criou. Se os agricultores não estivessem abusando da monocultura, dos agroquímicos e da falta de rotação de culturas, não precisariam de transgênicos", afirma Batalla. "É por isso que os agroecológicos não precisam de transgênicos: eles ainda seguem as práticas antigas de agricultura, sem apelar pro modelo industrial."

Batalla diz que, assim como no Brasil, não há interesse por parte dos investidores em colocar recursos em pesquisas voltadas para a área de agroecologia.

"É absurda a quantidade de investimentos em variedades transgênicas que ninguém pediu e a falta de investimentos em pesquisas voltadas para a agroecologia, que cansamos de pedir", critica Batalla.