5 ações que você pode pode fazer
para ajudar na luta contra o Covid-19

Conheça algumas ações simples que você pode fazer dentro de casa para impedir o avanço do coronavírus e apoiar quem mais precisa neste momento

O Brasil atravessa a mais grave crise de saúde já enfrentada na história recente, que se transformou também em uma crise econômica e social. No Greenpeace nos solidarizamos com as famílias de milhares de brasileiros e brasileiras que perderam seus entes queridos durante a pandemia e entendemos que uma situação como essa só pode ser enfrentada com união e solidariedade, e não com divisão e medo.

Por isso apresentamos cinco formas para você fazer parte dessa luta com a gente.

© Christian Braga / Greenpeace

1 Fique em casa

Se puder, fique em casa. O número de mortes causadas pela Covid-19 passou de 400 mil e o isolamento social continua sendo essencial para impedir que o vírus continue se alastrando. Se todos os que tiverem condições para ficar em casa puderem fazê-lo, estarão ajudando a evitar que mais gente se contamine e acabe superlotando as unidades de saúde.

 

2 Alimente-se bem e apoie os agricultores familiares

Outra forma de manter a saúde e evitar precisar ir a hospitais é se precavendo a partir de uma alimentação nutritiva e saudável. Você pode ajudar a fortalecer os agricultores familiares, que estão produzindo comida sem agrotóxicos e alimentando muitas famílias durante a pandemia. Para te ajudar a encontrar frutas, verduras, legumes e outros alimentos, criamos uma lista com contatos de agricultores orgânicos e agroecológicos em diversos municípios brasileiros. Confira aqui.

 

3 Compartilhe informações verdadeiras

Você já deve ter se perguntado como essa pandemia surgiu e temos que tomar bastante cuidado com as fake news. Compartilhe apenas informações sérias, de fontes verificáveis. Se estiver na dúvida sobre alguma informação, cheque antes de compartilhar.

 

4 Cobre as autoridades

A sociedade civil tem um papel importante para ajudar a minimizar os riscos de contágio, mas não se engane, o dever de investir em uma campanha de vacinação, no bem estar e proteção das 19 milhões de pessoas que passam fome hoje no Brasil, especialmente das classes mais vulneráveis, é do poder público.

Pressione o governo federal, seu governador, seu prefeito, seus deputados para aprovar medidas que deem condições para as pessoas poderem ficar em casa.

 

5 Ajude comunidades que estão sofrendo efeitos da pandemia

A sociedade civil não tem poupado esforços para minimizar os danos da pandemia e proporcionar maior resiliência aos que estão em situação de vulnerabilidade. Aqui pelo Greenpeace, desde o ano passado, o projeto Asas da Emergência já levou mais de 100 toneladas de alimentos e materiais de saúde para diversas comunidades indígenas da Amazônia e, recentemente, inaugurou uma usina de produção de oxigênio em São Gabriel da Cachoeira, a cidade mais indígena do Brasil. Também distribuímos mais de 4.400 marmitas em São Paulo (SP) e no Rio de Janeiro (RJ) com o objetivo de auxiliar famílias carentes.

Atualmente, com o agravamento da fome no país, estamos trabalhando com parceiros para levar cestas agroecológicas a famílias em situação de vulnerabilidade. Já foram distribuídas três toneladas desses alimentos para comunidades no Norte e Nordeste, regiões que mais têm sofrido. Junto a uma rede de solidariedade, temos atuado por meio da campanha de agroecologia – que promove uma alimentação sem agrotóxicos e mais saudável para brasileiras e brasileiros – para conectar agricultores familiares com o fornecimento de alimento para quem mais precisa. Essa é mais uma ação emergencial necessária para um momento como este. Veja aqui outras formas de ajudar quem precisa.

Você também pode colaborar com essa campanha!