Um respiro para as florestas

Notícia - 7 - jul - 2010
Após anos de discussão, União Europeia finalmente aprova legislação que fecha suas portas para a importação de madeira ilegal.

Atividade do Greenpeace em Bruxelas. A tora de árvore queimada foi coletada por ativistas em área desmatada na Amazônia e levada a Bélgica, para chamar atenção da União Européia. © Greenpeace / Philip Reynaers

O Parlamento Europeu aprovou nesta quarta-feira, por maioria, uma lei que proíbe a importação de madeira ilegal por um dos maiores mercados do mundo. A cada ano, a Europa consome enormes volumes de madeira ilegal, grande parte vindo de países e regiões onde a governança ainda é fraca. Na Amazônia brasileira, a atuação irregular de madeireiras já provocou muita devastação e conflitos de terras.

“O Greenpeace vai ficar de olho para garantir a eficácia da lei e que as empresas estejam cumprindo suas obrigações”, diz Sébastien Risso, diretor da campanha de florestas do Greenpeace da União Europeia. “Mas a lei sozinha não basta para impedir o impacto da UE nas matas do mundo. Se não houver um investimento forte em mecanismos que protejam as florestas tropicais, em breve elas irão desaparecer”.

Pioneira no continente, a legislação começa a valer dentro de dois anos. A nova regra fecha as portas dos países do bloco europeu para o comércio de madeira e de produtos derivados dessa matéria-prima. Agora, quem importar vai ter que comprovar sua origem legal, informando aos governos os caminhos do produto até o fim da linha. Os que insistirem em permanecer à margem da lei poderão levar multas proporcionais à devastação que causaram.

Nos últimos dez anos, o Greenpeace trabalhou duro para eliminar a extração ilegal de madeira nas florestas ao redor do mundo. Em diversas ações, ativistas arriscaram suas vidas bloqueando portos e navios carregados de madeira cortada irregularmente, expondo criminosos e puxando governos a aumentar sua presença nessas regiões. A aprovação da lei, portanto, é uma vitória significativa.

Galeria de fotos:

Tópicos