Motosserra de Ouro: um prêmio ao exterminador do futuro da Amazônia

Notícia - 23 - mai - 2005
Seis candidatos concorrem à cobiçada estatueta de madeira ilegal

O Greenpeace divulgou ontem os seis candidatos ao prêmio Motosserra de Ouro, que será concedido à personalidade brasileira cujo talento, ação ou inação foram decisivos para os incríveis índices de desmatamento na Amazônia.

Entre 2003 e 2004, o desmatamento na região chegou a 26.130 quilômetros quadrados, o segundo maior da história - para orgulho daqueles que acham que "esse negócio de floresta não tem o menor futuro".

O presidente Lula, os ministros José Dirceu, Antonio Palocci e Roberto Rodrigues, e os governadores Blairo Maggi (MT) e Simão Jatene (PA) foram indicados como os grandes patronos da destruição de uma área de floresta equivalente a mais de 8.600 campos de futebol por dia e estão na corrida pelo primeiro lugar. O vencedor do cobiçado prêmio - uma estatueta de legítima madeira ilegal - será conhecido no dia 6 de junho, durante a Semana do Meio Ambiente.

O prêmio Motosserra de Ouro será concedido em duas categorias: prêmio popular e de crítica. O prêmio popular será decidido no voto direto pela internet. Conheça o perfil dos candidatos e vote agora.

A composição do júri para o prêmio de crítica, formado por jornalistas especializados, pesquisadores, representantes de ONGs e outros importantes formadores de opinião, será anunciada esta semana.

Tópicos