Brasília, DF – Na manhã desta quarta-feira, o Greenpeace Brasil disparou um alarme de moto momentos antes do início da sessão da Comissão Especial que analisa o PL do Veneno, na Câmara dos Deputados. O protesto teve como objetivo chamar a atenção para os riscos da aprovação do projeto, que libera ainda mais agrotóxicos no Brasil.

Projeto pode colocar mais agrotóxicos na sua comida.

Após o disparo do alarme, o equipamento foi retirado do local e a sessão seguiu por cerca de uma hora até ser suspensa devido ao início da ordem do dia no Plenário da casa. O alarme estava inserido em uma pasta e não representava risco algum para a segurança dos presentes. Qualquer outra interpretação é uma tentativa mal intencionada de desviar a atenção da real ameaça em questão: a liberação de mais veneno na comida dos brasileiros.

A não-violência é um princípio fundamental do Greenpeace, que realiza, em todo o mundo, atividades pacíficas para defender o meio ambiente.

A luta contra o absurdo Pacote do Veneno é fundamental para impedir que ainda mais veneno seja colocado em nosso prato. Diversos órgãos já declararam que as consequências do Pacote do Veneno seriam catastróficas para a saúde e o meio ambiente: Ministério Público Federal, Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Instituto Nacional do Câncer, Ministério Público do Trabalho, Anvisa, Ibama, Abrasco, Ministério da Saúde e Conselho Nacional dos Direitos Humanos, entre outros.

Seguiremos mobilizados para impedir que deputados aprovem esta lei absurda que vai contra o interesse do povo brasileiro.

#ChegaDeAgrotóxicos #Resista